PF cumpre mandados em Jundiaí para apurar superfaturamento em impressão de provas do Enem



A Polícia Federal cumpriu mandados em Jundiaí para apurar superfaturamento na impressão das provas do ENEM. O superfaturamento seria de R$ 130 milhões e teria ocorrido entre os anos de 2010 e 2019.

Os crimes apontados pela Polícia Federal são organização criminosa, corrupção ativa e passiva, crimes da lei de licitações e lavagem de dinheiro. Com penas que ultrapassam 20 anos de prisão. A PF não divulgou os nomes dos servidores envolvidos na operação.

A Associação dos Servidores do Inep afirmou ser a favor da apuração da suspeita de irregularidade envolvendo o instituto.


Postar um comentário

0 Comentários