Mulher descobre que anel que ganhou de presente não é de ouro 18k, processa e vai ser indenizada

 

Divulgação

Oito anos depois de entrar com um processo contra uma empresa que lhe vendeu um anel anunciado como de ouro 18k, uma mulher vai ser indenizada por ter sido enganada - já que o anel  era de ouro baixo (menos de 14k) e foi avaliado em R$ 76 - foi comprado por ela por R$ 895, em 2012.

De acordo com informações da Defensoria Pública do Rio de Janeiro, Regina do Carmo, moradora de Campo dos Goytacazes (RJ), fez a compra do anel após ver uma propaganda na TV, em outubro de 2012. A peça era um presente de formatura para a afilhada, que precisou levá-la para uma ampliação por ter ficado apertado no dedo. Foi então que descobriram que o anel não era de ouro 18k.

A mãe da jovem procurou a Defensoria em 2013, mas a empresa disse que não havia provas de que o anel seria diferente do anunciado. Foi preciso então submeter o anel à penhora da Caixa Econômica Federal para constatar o valor de R$ 76.

Enfim, um perito fez um exame solicitado pelo Tribunal de Justiça e constatou que "a peça avaliada constitui-se de um anel com teor do ouro estimado inferior a 14k, não correspondendo ao que é referido no Certificado de Garantia onde consta que a peça seria de 18k". 

A empresa foi condenada a devolver o valor pago pelo anel e também pagar uma indenização por danos morais no valor de R$ 5 mil. 

Com informações de O Dia

Postar um comentário

0 Comentários