Mariposa pode ter causado surto de doença de pele no Brasil



A principal hipótese considerada pela Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde do Recife na investigação da causa do surto de lesões na pele que provocam coceira é de que os sintomas sejam provocados por uma espécie específica de mariposa, a Hylesia.

Ela pode causar dermatite urticante, caracterizada pela pele avermelhada acompanhada de feridas e intensa coceira pelo corpo. Como as análises ainda não foram concluídas, outras hipóteses continuam sendo investigadas.

"Nesta análise preliminar, a hipótese mais fortalecida é a de que o surto tenha sido causado por uma mariposa. A evidência clínica e laboratorial tem ajudado muito, além do relato dos casos feito pelos pacientes. Os dermatologistas confirmam que o quadro clínico é compatível e, em alguns exames patológicos, foram encontradas cerdas [de mariposa]", disse.

As notificações começaram no Recife, em outubro deste ano. Também são investigadas ocorrências em cidades da Região Metropolitana, da Zona da Mata, do Agreste e do Sertão. Até esta quarta-feira (8), 21 cidades notificaram pacientes com sintomas do surto em Pernambuco.

O surto de "lesões cutâneas a esclarecer" teve os primeiros casos identificados foram de cinco casos de crianças no Córrego da Fortuna e no Sítio dos Macacos, na Zona Norte da cidade. Foi emitido um alerta epidemiológico para que as unidades de saúde das redes pública e privada notifiquem, imediatamente, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) do Recife ao atender um caso suspeito.

A secretaria disse ainda que, no intuito de esclarecer o evento, "tem discutido os casos com equipe clínica e que as investigações epidemiológica, entomológica e laboratorial estão em andamento".

A Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde do Recife continua recomendando que os moradores da capital não se automediquem e procurem uma unidade de saúde para que um profissional da área faça o diagnóstico e trate adequadamente os sintomas.

Além disso, Marcella Abath recomendou que as pessoas não matem as mariposas e que, se puderem, coloquem telas em casa e mantenham portas e janelas fechadas ao entardecer.

Postar um comentário

0 Comentários