Luto: Itupeva perde Wilson Ramos



Infelizmente, nesta quarta-feira (15) a cidade de Itupeva perdeu um de seus moradores mais ilustres, Wilson Ramos. Morador do Guacuri, Torcedor do São Paulo, atuante no conselho de saúde e queridos por todos, deixará saudades na cidade de Itupeva. Em 2016, o Itupeva Agora entrevistou Wilson, e como homenagem republicamos abaixo a entrevista

Wilson Ramos trabalhou 40 anos de degustador, classificador e corretor de café e fazia o controle de qualidade para as 120 maiores empresas de café do país, depois de problemas de saúde abandonou o ramo e ficou no exterior. Após um tempo tentou retomar a carreira, mas com a crise não deu muito certo. Em seguida, foi coordenador nacional do grupo amigos do café, presidente do conselho do café da federação do Estado de São Paulo, membro da academia real de truco do Guacuri e presidente da associação do bairro e morador de Itupeva há 32 anos.


Quando se mudou para Itupeva? 


Comprei minha chácara no bairro Guacuri faz 32 anos, mas faz cerca de 12 anos que vim para a cidade em definitivo, comecei a gostar de Itupeva pelo que ela era, por ser tranquila e calma. Ainda vejo que ela é assim, porém é evidente o seu desenvolvimento. Sempre procurei um lugar tranquilo para curtir a vida e os meus netos, um local simples e bucolico. Antes de me instalar na cidade comprei uma chácara em Indaiatuba fiquei 2 anos por lá, mas não gostei porque a cidade estava bem desenvolvida e esse não era o que procurava queria um lugar calmo e pacato.

Conheci Itupeva por acaso, era uma segunda-feira, me lembro deste dia até hoje, fui no Restaurante Itupeva e pedi uma porção de Bacalhau, quando coloquei o primeiro pedaço na boca olhei para minha esposa e disse e nessa cidade que vamos ficar, nunca comi um bacalhau tão bom e ainda quem me indicou o Guacuri foi um garçom, me lembro do nome se chamava 'Willian'. Logo após comer sai na rua e vi que a romaria estava chegando, aquilo também mexeu comigo, pois já andei muito pelo Brasil e aquilo me lembrou de vários locais que já visitei, esse foi mais um quesito que reforçou para minha vinda para Itupeva. Meu filho estava com 7 anos quando acertamos de comprar a chácara em Itupeva no bairro Guacuri, ele trazia a classe inteira para jogar bola, curtir a piscina até seus 12 anos, isso para mim era o que me deixava feliz e renovado.


Quais locais você indicaria para quem quer conhecer da cidade?


O bolinho de queijo da pastelaria de Itupeva, o contra filé com queijo do Carlão Lanches, a linguiça mista no Mario Montanelli, pamonha salgada com queijo da feirinha, o restaurante do Monte Serrat, o pão frânces da Padaria Romera, almoço no Menegon, Demarchi, gruta do Quilombo, os alambiques de pinga, Nica Preta,  parada do Quilombo do laerte a feijoada.


Seu filho 'Rodrigo Ramos' deixou uma palavrinha para nós sobre seu pai:


Falar do Wilson do Guacuri é uma das mais prazerosas tarefas. Falo do Wilson que luta pelo bairro há mais de 20 anos, seja na Associação do Bairro, no Grêmio, no Grecuri, no Conselho de Saúde, enfim, sempre próximo da comunidade com um único objetivo: nossa gente. Respeito à nossa gente sempre foi ensinamento do meu pai. Aprendi com ele a amar Itupeva nos detalhes mais pequenos. Desde 1988 estamos por aqui e ver todo esse desenvolvimento é nosso motivo de orgulho e preocupação. Queremos uma cidade moderna, próspera mas pequena no tamanho. Gostosa de se viver como o Guacuri, arborizada, onde todos se conhecem, receptiva com quem vem de fora. A Itupeva dos queijos, cervejas artesanais, da boa gastronomia, do turismo rural, dos parques temáticos. Nossa querida Itupeva que tanto admiramos! Agradeço meus pais pela escolha da cidade que há 2 anos também é nosso lar. Agradeço Itupeva e nossa gente por receber-nos tão bem, por nos fazer viver todos os dias as delícias da vida do interior. Espero, assim como meu pai, ser uma pequena célula para que todos possamos crescer e nos desenvolver, ajudar com idéias, com atenção e carinho para que meu filho Leonardo possa colher com seus colegas um futuro digno, limpo, decente. Orgulho de vocês meus pais, Wilson e Mafalda, meu carinho, meu respeito, meu amor!