Jogador que recusou vacina é afastado por sequelas de Covid-19 no Bayern de Munique

 

Foto: INA FASSBENDER / AFP

O meia Kimmich do Bayern de Munique anunciou que ficará afastado do time pelo menos até janeiro, para se recuperar de uma infiltração nos pulmões. O jogador estava em quarentena desde novembro, quando teve contato com uma pessoa com Covid-19 e, na sequência, testou positivo para a doença. 

Além de Kimmich, jovem talentoso que também é titular na seleção alemã, outros quatro atletas do Bayern (Gnabry, Musiala, Choupo-Moting e Cuisance) recusaram a vacina e tiveram parte dos salários cortados por ausências. Kimmich, por exemplo, teria sofrido um prejuízo de 400 mil euros por cada semana. 

O jogador disse que não tomou a vacina por não ter estudos suficientes sobre os efeitos em um período de longo prazo. 

O número de casos na Alemanha, principalmente de internações pela doença, voltou a subir por conta de problemas com a vacinação da população. Na quarta-feira (8), foram registradas 527 mortes por complicações de Covid-19, recorde local para um único dia.


Postar um comentário

0 Comentários