Guarda municipal de Vitória mata esposa grávida por acidente ao limpar a arma

Reprodução SBT Notícias

Um acidente fatal chocante ocorrido na última quinta-feira (2) segue sendo lamentado nas redes sociais. o O policial municipal e ex-subsecretário de segurança pública de Vitória (ES), Luiz Roberto Ramalhete, disparou por acidente a arma em que estava fazendo limpeza e acertou a esposa grávida de quatro meses. Ela não resistiu a faleceu.

Quando chegaram ao local, os policiais encontraram o homem tentando estancar o sangue da esposa. O disparo, que ocorreu em um quarto transformado em escritório na residência do casal, perfurou a mão dele e atingiu a esposa na barriga, matando também o bebê que ela esperava.

Ela chegou a ser socorrida e levada ao hospital, mas não resistiu. 

A análise da perícia disse que tudo indica que o tiro tenha sido mesmo acidental. 

Ramalhete também recebeu cuidados médicos na mão, prestou depoimento e foi liberado.

Testemunhas e vizinhos contaram que o casal era tranquilo e mantinha uma boa relação, o que ratifica a análise de que o tiro foi mesmo acidental.

Com informações do SBT Notícias


Postar um comentário

0 Comentários