Durante apresentação em um casamento, avião cai atingindo mulher e criança - Itupeva Agora

Agora

11/02/2021

Durante apresentação em um casamento, avião cai atingindo mulher e criança



Um acidente incomum quase terminou em tragédia na região de Calamuchita, em Córdoba, quando um avião de acrobacias caiu em uma rua da cidade e o impacto causou ferimentos consideráveis a uma mulher e sua filha, que caminhavam pela calçada.

O incidente ocorreu na tarde de sábado, por volta das 19h. Dois aviões faziam piruetas no ar, no momento em que um  sofreu uma falha no momento em que realizava uma nova acrobacia.

Vários moradores da cidade filmavam as manobras dos pilotos com seus celulares. 

No vídeo você pode ver que um avião branco e amarelo sai do caminho das acrobacias e parece cair com a parte frontal em direção ao solo.

Para surpresa das testemunhas, a aeronave atingiu uma estrada de terra no meio de uma área residencial. Ele está hospitalizado, com ferimentos graves.

Nos momentos que se seguiram ao impato, ouvem-se os gritos desesperados de alguns vizinhos que viram como a mulher e sua filha se feriram ao serem atingidas por parte do avião que desabou.

O condutor da aeronave é um homem de 35 anos, residente na Província de Buenos Aires, que foi resgatado nas ferragens e imediatamente encaminhado ao hospital Eva Perón em Santa Rosa de Calamuchita com cabeça, tórax e abdômen machucados. 

Segundo o canal El Doce, o nome do piloto é Fernando Endrigo e ele é um profissional com vasta experiência em acrobacias. Ele obteve sua primeira licença aos 16 anos e desenvolveu sua carreira como instrutor de vôo e piloto acrobático.



A mulher sofreu uma fratura exposta do fêmur da perna direita,e traumas no tronco e na cabeça. Por sua vez, a menina sofreu uma fratura pélvica e terá que permanecer em repouso quase absoluto.

Funcionários da Polícia de Córdoba, Defesa Civil e representantes do Corpo de Bombeiros de Villa General Belgrano trabalharam no local. Também participaram do auxílio diversos funcionários do Aeroclube municipal de Villa General Belgrano, de onde os aviões decolaram.

Paralelamente, foi dada ação ao Ministério Público da cidade de Córdoba, que começou a investigar como era possível que um avião acrobático tivesse caído no solo numa zona residencial onde famílias com crianças andavam constantemente a pé.



A imprensa de Córdoba noticiou esta manhã que as piruetas dos aviões fizeram parte de um espectáculo para a celebração de um casamento na zona limítrofe do Aeroclube Municipal. No momento, a Justiça de Córdoba considerou que o piloto tinha a permissão correspondente para realizar manobras e acrobacias.

Menos de 24 horas após o acidente, ainda nenhum participante do casamento ofereceu sua versão do ocorrido. A justiça deve convocar os participantes do casamento durante a semana. As palavras do outro piloto, que dirigia o outro avião do show, também são aguardadas.

O avião com o qual ocorreu o acidente era um modelo RANS S9 Chaos, cuja matrícula era LV-X571.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas