Ciclista que deu joelhada em criança processa o pai dela por postar vídeo do incidente - Itupeva Agora

Agora

11/14/2021

Ciclista que deu joelhada em criança processa o pai dela por postar vídeo do incidente


Segundo matéria do Portal Extra, o ciclista que atropelou uma menina de 5 anos, aparentemente de forma intencional, em um caminho estreito cercado de neve no último Natal está processando o pai da criança por ter postado o vídeo em redes sociais.
O pai da criança, Patrick Mpasa, de 62 anos derrubando, publicou as imagens que foram amplamente compartilhadas nas redes sociais e geraram indignação. Internautas furiosos culparam o ciclista, que não teve a identidade revelada, por derrubar a garota.
No vídeo, a menina de cinco anos é vista caminhando ao lado da mãe no caminho coberto de neve enquanto o ciclista se aproxima delas por trás. Assim que fica ao lado da garota, ele aparentemente estende o joelho. A menina cai e o homem segue o seu caminho como se nada tivesse acontecido.
"Ele explicou o que aconteceu e pediu que retirássemos a denúncia da polícia, mas não demonstrou remorso e não se desculpou", disse Patrick, que chegou a alcançar o ciclista.
O caso acabou na Justiça. O ciclista foi obrigado a pagar 1 euro (R$ 6,25) de "compensação" à família da menina, o que gerou mais indignação nas redes.

O pai da criança insistiu que não estava em busca de vingança, mas queria compartilhar as imagens nas redes sociais para "aumentar a conscientização" sobre situações perigosas em vias públicas.
"Muita gente me fala que eu deveria ter batido nele, mas não concordo e, de qualquer forma, estava na frente dos meus filhos, o que teria piorado ainda mais as coisas para eles. Não quero uma caça às bruxas, eu só quero que ele se desculpe", declarou ele à época.
Durante audiência em tribunal, em 3 de fevereiro, o ciclista alegou inocência e disse que o incidente aconteceu porque ele tentou manter o equilíbrio.
"Quando eu estava andando perto da garota, senti minha roda traseira deslizando. Para evitar uma queda, equilibrei-me com um movimento do joelho. Eu senti que poderia ter batido na garota, mas não percebi imediatamente que ela havia sido derrubada", afirmou.
O homem também garantiu ao juiz que não havia espaço suficiente para ultrapassar a menina do outro lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas