'Osso é vendido e não dado': alta no preço da carne bovina reduz consumo

Segundo informações do portal G1 além de pesar no orçamento, o aumento recorrente do preço da carne bovina alterou o hábito de consumo dos moradores de Florianópolis e trouxe insegurança para pequenos comerciantes. Segundo Ari dos Santos, que há 20 anos possuiu um mercado e açougue na capital, a procura pelo item diminuiu 50% nos últimos meses.

Helo Santos, de 60 anos, é uma das consumidoras que parou de comprar o item durante a pandemia e agora o substitui por ovos, peixe e legumes ou verduras. Em 2020, o consumo de carne bovina entre brasileiros caiu para o nível mais baixo em 25 anos. "Não como mais carne de gado, não. Não tem como, está tudo muito caro", comenta.

Em 2020, cada brasileiro consumiu 26,4 quilos da proteína ao ano, o que significa uma queda de quase 14% em relação a 2019. Este foi o menor nível desde 1996, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Não há dados estaduais.

"Desde a pandemia, caiu muito o movimento. As pessoas não estão mais comprando a carne aqui", conta Ari dos Santos, que agora busca alternativas para aumentar a arrecadação em seu mercado.

Alta no preço da carne bovina reduz consumo em Florianópolis


Postar um comentário

0 Comentários

Leia e se divirta!