Nau à Deriva! Conspirando contra a vacina e propagando preconceitos, Live de Bolsonaro é derrubada nas redes sociais - Itupeva Agora

Agora

10/25/2021

Nau à Deriva! Conspirando contra a vacina e propagando preconceitos, Live de Bolsonaro é derrubada nas redes sociais

 


por Thales Mileto


Acostumado a falar o que pensa, mesmo quando não pensa, o presidente Jair Bolsonaro mais uma vez confundiu a sua boca com o órgão excretor e, no auge de sua esquizofrenia intelectual (quem sabe intestinal), fez em sua a Live do último dia 21, o que sempre faz: Desinformar! Ou se você preferir, impor ao mundo real o seu Brasil paralelo!


O combo de vitimíssimo, senso comum, anticiência, ganhou a companhia daquele discurso retrógrado do seu tio-avô na década de 1980. Sim! Ele falou da Síndrome da Imunodeficiência Humana Adquirida, que no Brasil chamamos de Aids.


“Outra coisa grave aqui: só vou dar notícia, não vou comentar: ‘Relatórios oficiais do governo do Reino Unido sugerem que os totalmente vacinados […] estão desenvolvendo a síndrome imunodeficiência adquirida muito mais rápido que o previsto’. Recomendo que leiam a matéria. Talvez eu tenha sido o único chefe de Estado do mundo que teve a coragem de colocar a cara a tapa nessa questão”, disse Bolsonaro, ao ler uma suposta notícia, na transmissão ao vivo.


Fazendo a sua parte, O Facebook e o Instagram derrubaram a live e, em nota, o porta-voz do Facebook afirmou que: “Nossas políticas não permitem alegações de que as vacinas de Covid-19 matam ou podem causar danos graves às pessoas”. Vale ressaltar que a "notícia" já havia sido desmentida em seu país de origem (na Inglaterra).






Gostaria de tranquilizar o nosso presidente. Como diz o nome da síndrome, ela normalmente acontece com seres humanos, e pelas declarações e ações do mandatário, tanto nos últimos anos como presidente ou em sua sua carreira política, nos dá o direito da dúvida (não preciso falar aqui da entrevista em que onde ele se posiciona favorável à tortura, desejar a morte do presidente, fazer apologia ao estupro no congresso nacional, imitando pessoas com falta de ar, entre outras coisas - e daí? - que constroem este mosaico com a faixa presidencial) de sua humanidade.


Os discurso, no mínimo irresponsável, de quem nos governa ignora a importância da vacina para combater uma doença que em menos de um anos e meio ceifou mais de 605 mil vidas no Brasil, diferentemente da Aids, que apresenta queda de óbitos no período de 5 anos, com queda de 17,1%. Em números oficiais no site governamental http://www.aids.gov.br/, o número é de 10.565 mortos pela síndrome em 2019, número muito considerávelmente menor em comparação as perdas de vidas na pandemia.


Agora está nas mãos de Augusto Aras (procurador-geral da República) e Arthur Lira (presidente da Câmara de Deputados) fazerem o seu papel para tirar a nau Brasil da deriva.



A opinião contida nesta coluna não representa necessariamente a opinião do Jornal Itupeva Agora e seus editores.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas