Morre quarto jovem vítima de explosão em churrasqueira, no Paraná




A quarta vítima de uma explosão de churrasqueira em uma residência em Curitiba morreu na tarde deste domingo. Willian Silva Benítez, de 28 anos, estava internado há 17 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, na capital paranaense.
A explosão aconteceu em uma churrasqueira no bairro Sítio Cercado, em Curitiba, no último sábado (2). Ao todo, cinco pessoas foram socorridas e levadas para o hospital

Eles teriam colocado gasolina numa churrasqueira, para iniciar um churrasco. Na casa, havia vários galões de gasolina, usados para abastecer máquinas, como roçadeiras Um dos jovens teve a ideia de usar o combustível para acender a churrasqueira e, em contato com o fogo, houve uma grande explosão.

Segundo algumas testemunhas, o segundo andar da casa estaria cheio de pessoas, e uma escada em formato caracol teria dificultado a saída das vítimas. Algumas chegaram a ser resgatadas pela varanda da residência, com a ajuda do Corpo de Bombeiros. Diversas ambulâncias do Siate foram encaminhadas ao local.


A mãe de um dos sobreviventes disse que o filho correu por cerca de 20 metros até chegar em casa e pedir ajuda. “A única coisa que ele pedia ‘mãe, liga o chuveiro para mim, liga o chuveiro’, eu coloquei ele embaixo do chuveiro e deixei ele lá porque eu não tinha condições de ver o meu filho daquele jeito, todo queimado, meu Deus”.

“Essa cena eu não vou esquecer nunca mais, vendo meu filho todo queimado, infelizmente, eu tenho dó das mães, peço que Deus conforte o coração dessas mães que perderam seus filhos”.

A mãe afirmou que antes de ser levado pelos socorristas, o filho disse que advertiu os amigos de que a ideia de colocar gasolina na churrasqueira não ia dar certo. “Meu filho só falava que ‘mãe, eu falei para ele não colocar gasolina’, ele só falava assim, ‘a gente pedia para ele ficar quieto, para não acender a churrasqueira com gasolina’”, relatou Márcia.Ao todo, cinco pessoas foram socorridas e levadas para o hospital.

Postar um comentário

0 Comentários