Após sofrer preconceito, Homossexual reage e da mata-leão em homem homofóbico - Itupeva Agora

Agora

10/18/2021

Após sofrer preconceito, Homossexual reage e da mata-leão em homem homofóbico


Na última segunda-feira (11/10) um grupo de amigos estavam tirando fotos, em Brasília, quando um homem homofóbico, começou gratuitamente a ofendê-los e chamou um dos amigos de “viadinho”. No encontro havia a artista drag Pikineira, que foi atacada pelo homem, neste momento, o jovem Gabriel Nunes de 25 anos, que é homossexual, foi para defender e afastar o homem do local.
O grupo de amigos não conseguiu registrar a ocorrência, com medo, voltaram para a pousada que estavam hospedados. O homofóbico ainda chegou a falar, que voltaria para ataca-los com outros homens.
Gabriel disse: "a gente só quer o nosso direito de viver, sendo gay, lésbica, trans, sendo qualquer tipo, branco, negro, gordo ou magro. A gente merece viver. Queremos viver, só isso".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas