192: atendimento pré-hospitalar 24 horas recebe mais de 120 chamados por semana



Enquanto você lê esta reportagem, possivelmente, os servidores do Serviço de Atendimento Pré-Hospitalar (APH 192), da Prefeitura, estão sendo acionados para atender alguma emergência. É assim, dia após dia, que os mais de 30 servidores do setor trabalham.

O serviço de atendimento móvel de urgência e emergência 192 que atende a população em residências, locais de trabalho e vias públicas. A equipe é formada por técnicos em enfermagem, condutores-socorristas, enfermeiros e médicos.

Um destes servidores em Itupeva é o condutor de veículo de urgência Thiago Araújo. “Essa é uma área que sempre admirei. É gratificante ajudar o próximo. Muitas vezes, em seu pior momento, somos a única esperança de quem precisa de nossa ajuda. Controlar o emocional durante uma ocorrência é um desafio que temos que superar todos os dias. Nós, condutores, somos fator crucial para o sucesso da ocorrência, seja ela qual for”, disse ele.

Atualmente estão à disposição do atendimento à população cinco ambulâncias. Duas delas são básicas, duas avançadas, sendo que uma foi transformada em UTI recentemente, e mais uma viatura para reserva técnica.

Ao todo, são 34 funcionários de diversas áreas de atuação. “Temos 16 condutores, 5 enfermeiros e mais 11 técnicos de enfermagem”, explicou Robson Oliveira, coordenador administrativo do Atendimento Pré-Hospitalar – 192.

Três equipes estão de plantão todos os dias, 24 horas por dia. Os atendimentos são feitos por, no mínimo, dois profissionais: um condutor e um profissional da enfermagem. “Em média, atendemos 120 casos, sendo a maioria deles clínicos, traumáticos, obstétricos e psiquiátricos”, completou Robson.

O setor passa por uma série de adequações para atender a legislação atual. “Entre as mudanças que estamos fazendo, está a construção de uma nova base atendendo todas as exigências do Ministério da Saúde, recuperação da frota própria com reformas de veículos e transformação de uma viatura básica para UTI, aquisição de novas ambulâncias e uniformes, treinamentos e criação de protocolos internos”, ressaltou Luciane Alves da Cunha, secretária de Saúde.

Recentemente, em busca de uma assistência mais preparada para população em atendimentos de urgência e emergência, os profissionais da saúde participaram do Curso de Uso do Desfibrilador Externo Automático (DEA).

Postar um comentário

0 Comentários

Leia e se divirta!