Ticker

6/recent/ticker-posts

‘Zé Trovão’ é localizado pela PF em hotel no México

Um dos grandes personagens dos noticiários brasileiros em 2021, o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como "Zé Trovão",  foragido após ter sido alvo de um mandado de prisão em 20 de agosto expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), foi localizado pela Polícia Federal, que o identificou que ele está em um hotel no México e o monitora. 

Nas redes sociais, ele divulgou vídeo no qual relata que representantes da embaixada brasileira procuraram o hotel em que ele estava.

"A minha vida está destruída, porque eu estou hoje sendo perseguido politicamente, com mandado de prisão. E passando por tudo com risco de nunca mais ver minha família, porque eu não vou para uma cadeia, porque eu não sou bandido", diz Zé Trovão em conteúdo publicado na madrugada desta quinta-feira (9)em seu canal oficial no Telegram.

O canal foi a alternativa de comunicação encontrada pelo caminhoneiro, após o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes determinar o bloqueio dos perfis no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube de investigados por "incitação à prática de atos violentos e ameaçadores contra a democracia", como o próprio Trovão, o cantor sertanejo Sérgio Reis e o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ), entre outros. 

Na última semana, 13 mandatos em 29 endereços foram autorizados pelo Ministro da Suprema Corte Alexandre de Moraes, e atendem a um pedido da subprocuradora Lindora Araújo, da Procuradoria-Geral da República (PGR) na ação que investiga incitação a atos violentos e ameaçadores contra a democracia, houve buscas em endereços do caminhoneiro em Joinville. 

No despacho feito pelo ministro,  a Procuradoria Geral da República (PGR) sustenta que postagens e vídeos publicados demonstram que o caminhoneiro teria convocado a população, por meio das redes sociais, a praticar atos criminosos e violentos.

O documento ainda aponta as justificativas das medidas cautelares levaram em consideração "a atuação dos investigados na divulgação de mensagens, agressões e ameaças contra a democracia, o estado de direito e suas instituições".

Postar um comentário

0 Comentários

Leia e se divirta!