Ticker

6/recent/ticker-posts

Supermercado é condenado a pagar indenização por obrigar funcionária a participar de oração

 

Imagem ilustrativa

Um supermercado de Divinópolis (MG) foi condenado pela Justiça do Trabalho de Minas Gerais a indenizar em R$ 9 mil por danos morais a uma ex-funcionária, após demiti-la por justa causa por ela se negar a participar de um ritual de cunho religioso. 

A mulher disse que também que era obrigada a se fantasiar em datas festivas e que foi constrangida pela direção do mercado.





O representante da empresa, em depoimento, confirmou que é hábito a realização de uma oração antes do início do trabalho e que a fantasia nas datas comemorativas visavam deixar o momento mais descontraído.

Uma testemunha confirmou que a participação na oração era obrigatória e que o gerente chamou a atenção da ex-funcionária por não participar. 

O Ministério Público do Trabalho também foi oficiado para apurar as condições dos trabalhadores no local.


Postar um comentário

0 Comentários

Leia e se divirta!