Região - Dow lança programa de bolsas de iniciação científica para estudantes autodeclarados pretos e pardos - Itupeva Agora

Agora

8/02/2021

Região - Dow lança programa de bolsas de iniciação científica para estudantes autodeclarados pretos e pardos



A Dow firmou convênio com a USP e a Unicamp para conceder 20 bolsas de iniciação científica aos alunos de graduação que se autodeclararam pretos ou pardos no momento de sua matrícula na universidade. As bolsas beneficiarão dez alunos de cada universidade por 12 meses, totalizando um investimento de mais de R$ 200 mil.

A parceria faz parte do Dow CRIE (Ciência, Representatividade, Inclusão e Experiência), um programa desenvolvido pela Dow para estimular o talento de estudantes pretos e pardos interessados na área de STEM (Ciências Naturais, Tecnologia, Engenharia e Matemática). O programa é mais uma ação do Dow ACTs (Advocacy, Comunidade e Talentos), compromisso global da Dow em combate ao racismo estrutural da sociedade, lançado em 2020.

O Dow CRIE também tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento de profissionais para o futuro, por isso, oferecerá aos bolsistas um apoio adicional por meio de uma mentoria personalizada com profissionais da companhia. Cada estudante será aconselhado por um mentor voluntário sobre habilidades importantes para o ambiente científico e profissional.

“Em 2019, uma pesquisa do IBGE* constatou que, pela primeira vez, mais da metade dos estudantes de ensino superior da rede pública se declarou de cor preta ou parda. Com a ambição de se tornar a empresa de ciência dos materiais mais inovadora e inclusiva do mundo, é primordial que a Dow desenvolva ações que minimizem a lacuna educacional desses jovens e proporcionem acesso à qualificação profissional”, declara Ana Claudia Rueda, diretora de Inovação para a Dow na América Latina.

Para o Pró-reitor de Pesquisa da Unicamp, Prof. João Romano, a interação dos alunos com a empresa é o que torna a parceria ainda mais enriquecedora. “Durante a mentoria, os bolsistas terão a oportunidade de exercitar o conhecimento e aprender com técnicos e especialistas em sua área”, analisa o acadêmico.

O Prof. Sylvio Canuto, Pró-reitor de Pesquisa da Universidade de São Paulo, afirma que o convênio entre a universidade e a Dow tem tudo para trazer bons resultados. “Percebo que tem crescido, no setor empresarial, a sensibilidade para a diminuição das desigualdades sociais. E isso está afinado com o trabalho que desenvolvemos na USP. Enxergamos a parceria com a Dow também como uma ótima oportunidade de colocar os estudantes em contato com a cultura da indústria”, ressalta.

Além de desenvolver o projeto de pesquisa, os bolsistas selecionados pelo Dow CRIE também participarão de evento científico promovido pela Dow em seu Centro de Inovação, localizado em Jundiaí (SP).

*Fonte: pesquisa Desigualdade Sociais por Cor ou por Raça no Brasil, divulgada em 2019 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas