Ticker

6/recent/ticker-posts

Equipes atuam para conter queimada na região do Eloy Chaves nesta sexta-feira (20)

Entre a noite da última quinta-feira (19) e a manhã desta sexta-feira (20), equipes do Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ) e do Corpo de Bombeiros atuaram para conter incêndio que atingiu cerca de 21 mil metros de mata rasteira e de pastagem na avenida Manoel Teixeira Cabral, no Recanto Quarto Centenário, região do bairro Eloy Chaves. Já nas primeiras horas desta sexta-feira, a Defesa Civil de Jundiaí, a GMJ e o Corpo de Bombeiros avaliaram a área atingida.


“Como em Jundiaí ainda não choveu neste mês, houve a rápida propagação das chamas na mata seca. As equipes tiveram que atuar de forma intensa para o controle, evitando que o fogo chegasse até a Serra do Japi. Na região, também temos aceiros preventivos, o que auxiliou na contenção. Nesta manhã, com a temperatura mais amena, foi possível apagar as chamas restantes e avaliar a área atingida”, explica o coordenador da Defesa Civil de Jundiaí, coronel João Osório Gimenez.

Pelas características, o coordenador destaca que a ocorrência foi iniciada após ação humana. “Neste período, com a umidade relativa do ar muito baixa, uma bituca de cigarro jogada na vegetação seca, por exemplo, pode provocar um incêndio de grandes proporções como esse. Felizmente, graças ao pronto atendimento da Divisão Florestal da GMJ, do Corpo de Bombeiros e da Força Tarefa do município houve a rápida contenção do incêndio, evitando avanço do fogo para área de mata nativa, o que causaria ainda maiores danos para a fauna e a flora”, acrescenta o coordenador.

Cerca de 21 mil metros de mata rasteira e de pastagem foram queimados. Ação das equipes evitou que fogo atingisse a Serra do Japi

Operação Estiagem
Em Jundiaí, entre 1 de maio e 30 de setembro de cada ano, é desenvolvido o Plano de Contingência para o Período de Estiagem no município. Além de diversas Unidades de Gestão da Prefeitura, compõem a Força Tarefa sob a coordenação da Defesa Civil para apoio ao Corpo de Bombeiros e à Divisão Florestal da Guarda Municipal: a DAE, a Fundação Antônio Antonieta Cintra Gordinho, a Mata Ciliar, o Aeroporto Estadual Comandante Rolim Adolfo Amaro e a Rede Integrada de Emergência (RINEM), que prontamente atendem aos chamados do Corpo de Bombeiros e da GMJ.

O Plano visa à estipulação de diretrizes e procedimentos de caráter permanente a serem observados pelos órgãos responsáveis por ações voltadas a minimizar os efeitos das queimadas e baixa umidade relativa do ar habituais ao período.

Segundo informações do Grupamento de Bombeiros, na área urbana, de janeiro a julho deste ano, foram 306 ocorrências registradas. A Divisão Florestal da Guarda Municipal de Jundiaí combateu, no primeiro semestre de 2021, nove incêndios no território da Serra do Japi.

(Fonte: Prefeitura de Jundiaí/ Imagem: Divulgação)


Postar um comentário

0 Comentários

Leia e se divirta!