Trem que irá ligar São Paulo, Jundiaí e Campinas é tema de reunião


A ligação direta entre São Paulo, Jundiaí e Campinas em pouco mais de uma hora é o objetivo do Trem Intercidades (TIC) que teve os detalhes apresentados pela Secretaria de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo para o Prefeito Luiz Fernando Machado e gestores da Prefeitura de Jundiaí, em reunião virtual realizada na tarde de quinta-feira (17).

Com o detalhamento do investimento – a ser feito em Parceria Público-Privada – nova reunião foi agendada para antecipação de ações municipais para o funcionamento do sistema, que além de reduzir o tempo de locomoção entre as cidades, propiciará maior transporte de cargas pelo sistema ferroviário, favorecendo o complexo intermodal existente em Jundiaí.

“Os investimentos proporcionarão à cidade crescimento, desenvolvimento e atração de mais empresas, o que impactará diretamente na geração de emprego e renda para a população. O transporte ferroviário agrega inúmeros benefícios a toda a região”, comentou o prefeito Luiz Fernando Machado.

A linha expressa, denominada TIC – Trem Intercidades -, ligará São Paulo a Jundiaí e Campinas, com trajeto percorrido em 1h05. A outra opção de passageiros será fracionada com a ligação entre São Paulo e Francisco Morado, e, de lá para Campinas, com paradas em estações nas cidades ao longo do trecho. Entre as vias de carga, um grande investimento que será realizado em território de Jundiaí é um viaduto para a alteração de traçado da linha.

“São investimentos que trarão benefícios para a cidade não somente para o transporte de passageiros como em questões logísticas de cargas, ampliando os modais disponíveis para o transporte de mercadorias, seja para importação ou exportação. Como Jundiaí está em processo de elaboração do Plano Plurianual (PPA) 2022-2025, incluir as ações que serão necessárias para a cidade facilitam o planejamento necessário para as intervenções”, comentou o gestor da Unidade de Gestão de Governo e Finanças (UGGF) José Antonio Parimoschi.

Outro ponto lembrado pelo gestor da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT) Aloysio de Queiroz Junior, foi a inclusão das iniciativas no Plano de Mobilidade da cidade, que também está em andamentos. “São opções de transportes que oferecerão alternativas para as pessoas se locomoverem tanto para a Capital quanto para o interior, reduzindo o fluxo de veículos nas vias e de emissão de gases poluentes. Desta forma, alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e com a Agenda Jundiaí 2050”, detalhou.

(Texto/Imagem: Prefeitura de Jundiaí)

Postar um comentário

0 Comentários

Leia e se divirta!