Ticker

6/recent/ticker-posts

O Gigante se apequenou


A confirmação relâmpago da realização da Copa América no Brasil, após a desistência dos países sede Colômbia e Argentina por crise política e sanitária, tornou-se mais um elemento dentro do buraco de minhoca brasileiro que liga 2021 aos tempos mais obscuros de nossa história, misturando os quase 480 mil mortos pela Covid-19 no Brasil com um discurso autoritarista e mofado, ignorando a terceira onda desta doença prestes acontecer, com o cheiro de naftalina no ar com o Presidente da República pedindo a cabeça do Técnico da Seleção Brasileira (lembrando o ditador Médici pedindo a cabeça do então treinador João Saldanha em 1969), a denúncia de assédio moral e sexual contra o presidente afastado da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Rogério Caboclo e o manifesto estéril dos jogadores da seleção brasileira transforma a sagrada camisa amarela em uma simples camiseta. 

A realização da Copa América no Brasil será mais uma piada de mau gosto quando somamos o Brasil + Futebol, como a celebre frase de Ronaldo Fenômeno "Não se faz Copa do Mundo com hospitais, e sim com estádios", o ataque covarde que Jovair Arantes, presidente do Conselho Deliberativo do Atlético-GO fez ao ex-jogador e comentarista Casagrande em entrevista à Rádio BandNews FM: "Vou falar de um dos que fizeram as críticas, o Casagrande. Se perguntassem se buscar cocaína no Paraguai era bom, ele falaria que é, porque ele é viciado em droga e não está acostumado com preparo físico, com respeitar vidas, com preservas vidas” entre outros casos são o amostras do desrespeito que das pessoas que fazem, cuidam e que se intrometem no futebol, com a história e o significado do futebol em nosso país, afastando cada vez mais os torcedores da verdadeira paixão nacional. 

A covardia dos jogadores que atualmente representam a seleção brasileira, acompanhadas de frases rasas como a do zagueiro Marquinhos "Se cada um quiser se expressar politicamente, que faça isso no momento em que estiver em sua casa, no seu momento pessoal" e aquele manifesto que fala “sou contra, mas vou” são evidências da falta comprometimento destas atletas com o seu país e do apequenamento do futebol brasileiro. 

Com cinco estrelas cravadas no peito, uma galeria invejável de títulos e craques, sendo responsável por mudanças significativas no futebol, como a invenção do tiro de meta, a ponte executada por um goleiro, a bicicleta, o chute folha seca, e mudanças socioculturais como 'Resposta Histórica' que marcou, não somente o dia 7 de abril de 1924, como transformou o Clube de Regatas Vasco da Gama no estandarte da luta contra o racismo no esporte brasileiro (quando o então presidente José Augusto Prestes assinou o manifesto comunicando que o Vasco se recusaria a disputar a divisão principal do Rio de Janeiro sem seus jogadores negros, exigência que havia sido imposta pelos dirigentes da época), ou a Democracia Corinthiana, movimento revolucionário (inimaginável atualmente), onde os jogadores não só participavam das decisões diárias do clube, como se manifestavam publicamente pela redemocratização em plena ditadura, o futebol brasileiro hoje não é nem a sombra do que aprendemos a gostar e a consumir, parado no tempo, com os clubes tradicionais endividados, administrados pelos piores dirigentes do mundo e sendo industrializado no padrão FIFA, o calor do futebol jogado executado em terras tupiniquins morreu junto com o calor da geral do Maracanã, e o futebol brasileiro e aqueles que o representa (dirigentes e jogadores) despertam a antipatia de torcedores pela a incapacidade de representa-los e representar a camisa amarelinha(não aquela usada de forma errônea por aqueles seres cafonas que desfilam pelas principais avenidas do país com bermuda cáqui, camisa da seleção e fazendo selfie com PM’s) e sim responsável por colocar o Brasil definitivamente no mapa mundial na década de 1950.


Texto por T.M

*Artigos de opinião pessoal não refletem necessariamente as opiniões de todos os outros integrantes da Equipe Itupeva Agora

Postar um comentário

0 Comentários

Leia e se divirta!