Ticker

6/recent/ticker-posts

Venezuela tem surto de covid-19 antes da estreia contra o Brasil na Copa América


No final da noite desta sexta-feira (11), a Federação Venezuelana de Futebol (FVF) confirmou 12 casos positivos de covid-19 nos integrantes da delegação que está no Brasil para participar da Copa América.
A competição começa neste domingo (13), a partir das 18h (horário de Brasília), com Brasil e Venezuela se enfrentando no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Além desses casos, a seleção do país vizinho já havia deixado de fora da lista Wilker Ángel e Rolf Feltscher, que testaram positivo antes da viagem. O capitão Tomás Rincón, com quadro viral, segue em isolamento em Caracas.
Além desses casos, Juan Otero, atleta do Santos Laguna-MEX, não foi chamado para integrar a seleção colombiana. Na Argentina, o goleiro Franco Armani, que já tinha sido desfalque nas Eliminatórias, continua testando positivo. Apesar de estar assintomático e poder participar da competição de acordo com o regulamento da Conmebol ele ficará de fora desse início do torneio.
Outra baixa importante no torneio é Alexis Sánchez do Chile. Ele apresentou uma lesão muscular e o tempo de recuperação é superior a primeira fase do torneio. Dessa forma, ele segue fazendo tratamento no Chile. No Equador, Carlos Gruezo, que já teve que ser cortado da lista antes do jogo contra o Peru pelas Eliminatórias, ficou fora do grupo da Copa América.
Brasil e Venezuela estão no Grupo B. Além deles, Colômbia e Equador também jogam nessa chave às 21h. A seleção peruana é a quinta integrante do grupo e folga na primeira rodada. No grupo A, Argentina e Chile jogam na segunda-feira (14), a partir das 18h. Paraguai e Bolívia fecham a rodada às 21h. Uruguai folga na rodada inicial.
Edição: Gustavo Faria

Postar um comentário

0 Comentários

Leia e se divirta!