Ticker

6/recent/ticker-posts

Homem é condenado a seis anos de prisão após dormir durante prática sexual e deixar parceira morrer sufocada

 

Reprodução Dailymail

 Um homem de 52 anos foi condenado a seis anos de prisão após provocar a morte da parceira de 38 anos durante uma atividade sexual "movida a drogas", segundo relatou o Dailymail.

De acordo com as informações, durante um fetiche, ele acabou adormecendo e deixou a amante amarrada e com uma meia na boca. Ela acabou morrendo sufocada.

Warren Martin Coulton amarrou a mulher, Claire Wright, durante um jogo de fetiche enquanto curtiam férias com "drogas e bebidas", de acordo com o Dailymail, em um chalé de luxo em Flintshire, no País de Gales. 

O problema é que ele adormeceu enquanto ela ainda estava presa. Quando acordou, o homem notou que a mulher estava morta e fugiu. O corpo dela foi encontrado na cama pela equipe do hotel.

O caso aconteceu em julho de 2018 e Coulton foi julgado nesta quarta-feira (5), por um júri composto por sete homens e cinco mulheres, que levou menos de duas horas para dar o veredicto do julgamento, que durou sete dias. 





O juiz Justice Simon Picken condenou o homem a seis anos de prisão, observando que, embora houvesse uma meia dentro da boca da vítima durante o incidente, havia dúvidas se a boca dela havia mesmo sido tapada. 

"De qualquer maneira, você foi negligente e grosseiro. Foi sua escolha beber em excesso e usar drogas. Você não precisava fazer essas coisas (mas elas tiveram) consequências desastrosas", disse o juiz, ao dar o veredicto. 



Postar um comentário

0 Comentários

Leia e se divirta!