Ticker

6/recent/ticker-posts

Estudo diz que humanos podem viver entre 120 e 150 anos


Um estudo publicado nesta terça-feira, 25, no periódico científico Nature Communications, feito por pesquisadores da Singapura estimam que humanos poem viver entre 120 e 150 anos, caso perigos como doenças ou estressores não atrapalhem.

Dois fatores relacionados à longevidade foram analisados: estilo de vida e resiliência. A idade biológica está ligada ao estresse, doenças e estilo de vida, enquanto a resiliência reflete a rapidez com que nosso corpo consegue se recuperar desses fatores. Para os cientistas, essa capacidade de regeneração termina entre 120 e 150 anos.

“A morte não é a única coisa que importa”, lembrou Whitson. “Outros fatores, como qualidade de vida, começam a ter cada vez mais importância à medida que as pessoas vivenciam sua perda”, afirmou a especialista. A morte modelada nesse estudo, segundo ela, é a última morte prolongada. A pergunta que fica é: podemos prolongar a vida sem também estender a proporção do tempo em que as pessoas passam por um estado de fragilidade?

O coautor do estudo, Peter Fedichev, afirma que, embora a maioria dos biólogos considere contagens de células sanguíneas e de passos "muito diferentes", o fato de ambas "pintarem exatamente o mesmo futuro" sugere que o componente do ritmo de envelhecimento seja válido.

Além disso, os autores apontaram uma curva acentuada entre 35 e 40 anos. Pyrkov observa que, muitas vezes, este é o período que a carreira esportiva de um atleta termina, indicando que realmente existe algo na fisiologia que muda nessa idade.

Segundo o estudo, tratar de doenças a longo prazo não encerrará os processos biológicos fundamentais de envelhecimento – eles vão continuar. Então, a ideia de desacelerar o processo de envelhecimento tem chamado a atenção de pesquisadores que veem tais intervenções para "comprimir a morbidade", diminuir a doença e a enfermidade no final da vida, estendendo a expectativa de dias saudáveis.

Postar um comentário

0 Comentários

Leia e se divirta!