Um sagui albino foi flagrado nos jardins da Prefeitura de Jundiaí e chamou atenção dos moradores nesta semana. O animal foi visto nos galhos das árvores, janelas e fios.




Com a pelagem branca, o pequeno macaco se diferencia dos demais companheiros de espécie. De acordo com a bióloga Cláudia Longatti, pode se tratar de um animal albino ou ainda com leucemismo. Em ambos os casos, trata-se de uma condição rara.

Ainda segundo a especialista, a interação do animal com o meio urbano pode também trazer algumas dificuldades para a espécie.




Acredita-se que o macaco possa viver no Jardim Botânico da cidade e, de vez em quando, sai pelos arredores do local. “Em região natural, uma fêmea pode ter até dois filhotes por ano. Em fragmento de mata, sobe para quatro filhotes por ano. Isso porque, quanto mais são alimentados, mais conseguem se reproduzir. E tem muita gente que dá comida”, diz.