As peças de linha noite passaram por um longo caminho até alcançarem a variedade de produtos existentes no mercado atualmente. De longas camisolas, utilizadas por homens e mulheres na Idade Média, até cortes mais curtos e práticos, como short doll e calças de flanelas, diversos aspectos do pijama foram alterados.

 

Um ponto que se beneficiou ainda mais do avanço da tecnologia foi a confecção de tecidos, que hoje conta com diferentes opções, possibilitando maior respiração da pele, flexibilidade e conforto na hora de dormir. Três materiais muito usados em produtos da linha noite são a malha, a microfibra e a liganete. 

 

Todos têm textura mais macia e permitem o livre movimento dos membros, porém, há especificidades importante entre eles. Entender a diferença e suas respectivas vantagens é ideal para escolher o pijama ideal, potencializando a qualidade de sono e garantindo o descanso necessário.

 

 

A malha é um dos tecidos com maior elasticidade (Foto: Reprodução/Sacoleira Chique)




 

Malha garante flexibilidade

 

A malha é formada por fios exclusivamente na horizontal, ao passo que outros tecidos possuem fios em ambas as direções – horizontal e vertical. Como resultado, a malha acaba oferecendo maior elasticidade à peça, até mesmo em itens mais justos, o que permite mais conforto durante a noite.

 

Normalmente, os pijamas feitos com o tecido têm textura agradável, por contarem com uma quantidade considerável de algodão ou fibras macias. Além disso, o material também é conhecido por permitir a respiração da pele, diminuindo a temperatura corporal, principalmente em noites mais quentes.

 

 

 

Fios extremamente finos são característicos da microfibra (Foto: Reprodução/Sacoleira Chique)

 

Microfibra tem secagem rápida 

Já a microfibra é feita de forma sintética e a alta tecnologia utilizada em sua confecção permite fios extremamente finos, da espessura de um fio de cabelo. Uma de suas vantagens é a textura macia e fresca, sendo um tecido muito usado em fronhas, lençóis e até peças íntimas.

 

Quando utilizado em itens da linha noite, possui caimento versátil, que permite que a peça se encaixe adequadamente em diferentes tipos de corpos. Feito de poliéster e poliamida, é um tecido de grande capacidade de absorção, portanto, também pode ser encontrado em peças de banho e em toalhas.

 

Um pijama feito com microfibra tende a ser de qualidade e resistente, podendo durar anos. Isso, por sua vez, garante um custo-benefício positivo para o mercado têxtil, já que não é um tecido muito caro.

 

 

Muitos baby dolls utilizam liganete em sua composição (Foto: Reprodução/Sacoleira Chique)

 

Liganete é tecido fresco

Liganete é um tecido comum nas peças de linha noite, principalmente em baby e short dolls. O toque gelado do material, além de aparência brilhosa, torna as peças ideais para noites especiais, principalmente em meses de verão.

 

É uma opção indicada para quem mora em cidades mais quentes, já que tem alto potencial de frescor e não gruda na pele, permitindo conforto durante o sono. Suas fibras sintéticas podem ser compostas por viscose, nylon, poliéster ou outras variações que absorvem rápido o suor. 

 

Para cuidar da peça, que pode ser mais sensível, o ideal é optar por lavagens à mão e evitar ferros de passar – o que é uma tarefa fácil, já que o liganete tende a não amassar, mesmo quando armazenado em espaços pequenos.