CCR AutoBAn recolheu 635 toneladas de resíduos das margens das rodovias do Sistema Anhanguera-Bandeirantes em 2020 - Itupeva Agora

Agora

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

CCR AutoBAn recolheu 635 toneladas de resíduos das margens das rodovias do Sistema Anhanguera-Bandeirantes em 2020

 


As equipes de conservação da CCR AutoBAn recolheram, em 2020, cerca de 635 toneladas de resíduos das margens das rodovias do Sistema Anhanguera-Bandeirantes, o equivalente, em média, a 1,7 tonelada por dia. 

Entre os materiais retirados diariamente pelos colaboradores da CCR AutoBAn estão garrafas e materiais plásticos, pedaços de papel, latas de alumínio e até mesmo móveis e  eletrodomésticos, como televisores antigos, sofás e pedaços de cama. Vasos sanitários já foram localizados e removidos das margens das rodovias.

Segundo Cristóvão Catão Filho, coordenador de Conservação Rodoviária da CCR AutoBAn, cerca de 60 pessoas percorrem as rodovias todos os dias fazendo a recolha dos resíduos. O material coletado é acondicionado em sacos plásticos que são transportados por caminhões até cooperativas para separação (orgânico/reciclável) e enviado aos locais de destino (aterro sanitário licenciado ou processo de reciclagem). “Este trabalho, além de tornar o caminho dos nossos clientes mais agradável, garantindo conforto visual, também é importante na prevenção da disseminação de focos de doença, como aquelas relacionadas ao mosquito Aedes Aegypti, e também na prevenção de focos de incêndios”, ressalta.

Com o objetivo de orientar os clientes do Sistema Anhanguera-Bandeirantes sobre a importância de manter a rodovia limpa – e os benefícios desta prática – a CCR AutoBAn veicula mensagens em faixas e nos painéis eletrônicos distribuídos ao longo do trecho sob concessão.

Sobre a CCR AutoBAn: CCR AutoBAn é responsável, desde 1º de maio de 1998, pela administração do Sistema Anhanguera-Bandeirantes. A concessionária gerencia 316,8 quilômetros de rodovias, compreendendo a SP-330 (Via Anhanguera), de São Paulo a Cordeirópolis, com extensão de 147,04 quilômetros; a SP 348 (Rodovia dos Bandeirantes), de São Paulo a Cordeirópolis, com 159,67 quilômetros de extensão; a SP-300 (Rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto), com extensão de 2,6 quilômetros e a interligação SPI-102/330 (Rodovia Adalberto Panzan), com extensão de 7,44 quilômetros. Foi a quinta concessionária a integrar o Grupo CCR.

Sobre o Grupo CCR: Fundado em 1999, o Grupo CCR é atualmente uma das cinco maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina e considerada a líder do segmento no Brasil, com a gestão de 18,4% do total de rodovias sob controle da iniciativa privada. Tendo o pioneirismo e a inovação como marcas, a CCR criou em 2018 quatro empresas independentes, que agrupam as unidades de negócios por temas afins, e são as responsáveis pela gestão da companhia e por desenvolver e pesquisar novas oportunidades no mercado primário e secundário, dentro e fora do Brasil. São elas: CCR Lam Vias, CCR Infra SP, CCR Aeroportos e CCR Mobilidade. Nessa reestruturação, como forma de atualizar e melhorar a estrutura de Governança, processos decisórios e os mecanismos de controle, foram criadas as vice-presidências de Gestão Corporativa e de Governança, Compliance e Auditoria Interna, em linha direta de reporte ao Conselho de Administração. O Grupo conta com as práticas de Governança Corporativa reconhecidas no mercado, atendendo regras do Novo Mercado da B3 (a CCR foi a primeira empresa ingressar nesta categoria). Além do Brasil, a CCR está presente, por meio de suas unidades, nos EUA, Curaçao, Equador e Costa Rica. Com mais de 15 mil colaboradores, a CCR se orgulha em contribuir, diariamente, para uma sociedade com mais infraestrutura, segurança, conforto e qualidade de vida para milhões de cidadãos mundo afora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas