73% dos usuários de telemedicina pretendem continuar passando por consultas virtuais após a pandemia, revela pesquisa de plataforma - Itupeva Agora

Agora

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

73% dos usuários de telemedicina pretendem continuar passando por consultas virtuais após a pandemia, revela pesquisa de plataforma

 


Em virtude da pandemia de Covid-19, em abril de 2020, a prática da telemedicina foi autorizada no Brasil pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) como medida emergencial e temporária para que a população tivesse uma alternativa segura de acesso à saúde. Mas afinal, o que dizem os usuários de telemedicina? Eles estão satisfeitos com essa nova metodologia de consulta ou aderiram ao modelo apenas como medida emergencial?

Para entender as motivações dos usuários de seus serviços, a Docpass , plataforma de telemedicina da Conexa Saúde voltada ao público final, realizou uma pesquisa com os pacientes cadastrados na plataforma, dos quais 73% afirmaram que, mesmo ao final da pandemia, devem continuar utilizando essa forma de consulta. Dentre as razões citadas, destacam-se a facilidade, praticidade e comodidade.

A pesquisa indicou também que 51% dos usuários da Docpass buscaram a telemedicina como alternativa de atendimento à pandemia de Covid-19, enquanto outros 23% foram motivados pelo conforto e praticidade que esse canal oferece. Essas vantagens da consulta online estendem-se para a telepsicologia, que apenas um mês após seu lançamento na plataforma já se tornou a especialidade mais buscada, seguida pelas especialidades de dermatologia e endocrinologia.

Fatores que sempre preocuparam os órgãos reguladores, como a manutenção da relação médico-paciente e a qualidade do atendimento, foram avaliados com notas maiores que 90% na pesquisa da Docpass.

De acordo com Guilherme Fraga, diretor da Docpass, "esses dados mostram que o acesso facilitado à medicina de qualidade por meio de plataformas virtuais está se tornando uma realidade para o brasileiro, e com a regulamentação do Conselho Federal de Medicina, que está em andamento, esse mercado só deve crescer".

Lançada oficialmente em setembro, a Docpass já conta com mais de 30 especialidades em sua cartela de serviços. Com a compra da iMedicina pela Conexa, a rede de médicos da plataforma passou de 6 mil profissionais para mais de 30 mil. Tanto o serviço de consultas médicas quanto o de atendimento psicológico podem ser acessados pelo celular (aplicativo próprio, disponível nos sistemas Android e iOS) ou computador (desktop), onde os pacientes conseguem agendar e realizar consultas com um médico generalista ou diretamente com um especialista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas