ONG pede ajuda para salvar vida de cadela vítima de fogos de artifício - Itupeva Agora

Agora





sábado, 2 de janeiro de 2021

ONG pede ajuda para salvar vida de cadela vítima de fogos de artifício

 

Reprodução Instagram

Está em estado grave uma cadela que teve parte do focinho destruído na madrugada do Réveillon em Curitiba, sob a suspeita de ter sido vítima de fogos de artifício.





A polícia investiga se o animal teve um rojão amarrado ao corpo e, segundo o delegado Matheus Laiola, responsável pela investigação, fios foram retirados do cão, inclusive da boca o que reforça a hipótese de maus-tratos.

Depois de resgatado pela ONG Força Animal e pela Polícia Civil, a cadela de cerca de 8 aos foi encaminhada para o hospital veterinário de São José dos Pinhais e está na UTI em estado grave, com a mandíbula fraturada (que será amputada), além de língua dilacerada e perda de todos os dentes.





Danielly Savi, presidente da ONG, conta que atendeu um chamado acompanhada da Polícia Civil e encontrou a cadela “muito amuada, debaixo de um carro, na mesma posição que aconteceu. Estava sangrando bastante”.

Pelo Instagram, a ONG está aceitando doações para auxiliar no tratamento e na tentativa de salvar a vida da cadela.

Lei contra fogos com estampido

Pensando principalmente nos cuidados com os animais, leis contra o uso de fogos com estampido estão sendo implementadas em vários municípios. Na região, Jundiaí teve a lei promulgada em julho do ano passado, que prevê multa de R$ 1.720 para quem descumprir. Apesar disso, houve muita reclamação de jundiaienses sobre o uso de fogos com estampido. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas