Ciclista morre após motorista jogar carro propositalmente por briga de trânsito - Itupeva Agora

Agora





quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Ciclista morre após motorista jogar carro propositalmente por briga de trânsito

A Polícia Civil investiga o caso de um ciclista de 21 anos que morreu após bater contra um poste, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com testemunhas, o acidente ocorreu porque um motorista com quem Isael teria se desentendido o perseguiu e jogou o carro contra a bicicleta. A discussão teria iniciado depois que um passageiro do veículo jogou uma bituca de cigarro pela janela e atingiu o ciclista. 

Ele chegou a ser socorrido, mas morreu ainda no local do acidente. O condutor e o passageiro do carro fugiram sem prestar socorro à vítima.

“Ouvimos as testemunhas do veículo que vinha logo atrás do ciclista e viram que a discussão começou antes do momento do acidente. Elas disseram que, a partir desta primeira discussão, o jovem de bicicleta passou a fugir dos dois homens que vinham no Celta. Foi então que um deles jogou uma bituca de cigarro contra a vítima, que reclamou. Neste momento, o motorista jogou o carro contra o ciclista, que bateu contra o poste e veio a falecer”, contou o delegado Fabio Machado, que investiga o caso.

Câmeras de segurança ajudaram os investigadores na identificação do proprietário do veículo. No entanto, o homem já está morto e quem está em posse do carro atualmente ainda não foi localizado. 

“Essas pessoas que estavam no carro atrás chegaram a seguir o Celta e fecharam o veículo os obrigando a parar. Houve uma discussão, já que elas diziam que eles tinham que voltar para prestar socorro. os dois enganaram as testemunhas, dizendo que iam voltar, mas fugiram”, afirmou o delegado.

Segundo o delegado, não se trata apenas de um acidente de trânsito. "Eles vão responder por homicídio qualificado pelo motivo fútil, pela desproporcionalidade dessa discussão", disse.

A polícia acredita que Asael estava a aproximadamente 60 km/h no momento da discussão. Ele voltava do supermercado onde trabalhava como promotor de vendas. Era o primeiro emprego do rapaz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas