Adolescente de 16 anos morre após encontro com homem de 29 anos em motel - Itupeva Agora

Agora

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Adolescente de 16 anos morre após encontro com homem de 29 anos em motel


Nesta quarta-feira (16), em Pinhais no interior do Paraná uma jovem, de 16 anos, morreu após ir ao motel com um homem, de 29 anos. Segundo a polícia, L.I.Z, teve uma hemorragia, foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) pelo rapaz, mas já chegou morta ao local. 

Após deixar a adolescente na unidade de saúde, L.C.N tentou fugir, mas foi contido por familiares da menina. Ele foi preso e encaminhado para a delegacia. E já está liberado.

Em entrevista à Banda B, na tarde desta quinta-feira (21), o suspeito disse que não esperava pelo o que aconteceu naquela tarde. “Eu sai com ela, tudo certinho, e poucos instantes depois que chegamos no motel aconteceu esse fato. Foi um acontecido que ninguém esperava, uma hora ou outra podia acontecer, mas isso aí é caso de natureza mesmo. Não dei drogas pra ela, não dei nada, não bati, não estuprei, nada, então é coisa de quando é pra acontecer mesmo”, se defendeu.

De acordo com o advogado do suspeito, o rapaz é inocente e ficou “abalado e chocado” com a morte da adolescente. “Ele disse que não cometeu crime nenhum. Inclusive, já tivemos informações preliminares de que exames feitos na adolescente dão conta de que a mesma não sofreu nenhum tipo de agressão”, afirmou Igor.

“Ele é uma pessoa que tem antecedentes, mas nenhum com práticas nesse sentido. Ele se manifesta em ajudar a investigação e está colaborando com todas as diligências”, disse a defesa.

Para o advogado de defesa, o rapaz contou que a hemorragia na adolescente começou logo após a relação sexual. “Ele e a adolescente foram até o motel, lá tiveram relações e, logo em seguida, essa adolescente começou a sangrar, não sabendo a razão. Ele ficou bastante preocupado, chamou as pessoas do estabelecimento, depois ligou para a Polícia Militar por meio do 190, foi atendido, mas enquanto as viaturas se deslocavam não quis esperar, estava muito preocupado, então a levou para a UPA de Pinhais.

Conforme relato da mãe da menina, L.C.N conheceu o suspeito pelas redes sociais. “Ela perguntou se podia ir ao shopping com ele. O combinado dos dois era ir ao shopping comer batata, ver um filme e ele já trazia ela para casa”, revelou a mãe em entrevista ao portal RIC Mais.

Em nota, a 1ª Promotoria de Justiça de Pinhais disse ter tomado conhecimento do fato nesta quinta-feira (21/01). Leia na íntegra:

“A 1ª Promotoria de Justiça de Pinhais, com atuação na área da infância e juventude, tomou conhecimento dos fatos nesta quinta-feira (21) e determinou a instauração de Procedimento Preparatório para reunir elementos para identificação dos responsáveis pelo estabelecimento, visando o oferecimento de representação em Procedimento para Imposição de Penalidade Administrativa por Infração às Normas de Proteção à Criança e ao Adolescente, por violação ao artigo 82 do Estatuto da Criança e do Adolescente.


Segue abaixo legislação paranaense:


• Lei Estadual nº 17.147/2012-PR, de 09 de maio de 2012

Obriga os hotéis, motéis, pensões e estabelecimentos congêneres a afixarem cartazes com as exigências legais para hospedagem de crianças e adolescentes.

• Lei Estadual nº 15.978/2008-PR, de 19 de novembro de 2008

Dispõe que os hotéis, pousadas, pensões, albergues, motéis e estabelecimentos congêneres, localizados no Estado do Paraná, ficam obrigados a registrar e manter um cadastro de menores de 18 anos que vierem a hospedar, conforme especifica e adota outras providências.

• Lei Estadual nº 14.426/2004-PR, de 07 de junho de 2004

Torna obrigatório que hotéis, pensões, pousadas e albergues mantenham ficha de identificação de crianças que se hospedem nos estabelecimentos.“

A Polícia Civil segue investigando o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas