Político conservador é flagrado em festa com mais 25 homens - Itupeva Agora

Agora





terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Político conservador é flagrado em festa com mais 25 homens


Um membro do Parlamento Europeu que representa o partido Conservador Fidesz do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, renunciou ao cargo em Bruxelas depois de ser pego em uma orgia com mais de 25 homens.
Jozsef Szajer renunciou e admitiu que violou as rígidas regras de bloqueio da Bélgica para comparecer a festa de sexo homoafetivo com outros homens . A polícia encontrou 25 homens nus no encontro, incluindo Szajer e alguns diplomatas, segundo informações do jornal belga La Dernière Heure .
O governo do qual o parlamentar faz parte e apoia, restringiu os direitos LGBTQ desde que o atual mandatário da Hungria foi eleito primeiro-ministro em 2010. Szajer, que liderou o Fidesz no Parlamento Europeu, ajudou a reescrever a constituição da Hungria para "proteger a instituição do casamento como a união de um homem e uma mulher".
Durante a festa ele pulou por uma janela do primeiro andar e foi flagrado "fugindo pela sarjeta", disse o Ministério Público. Uma fonte próxima à investigação disse que policiais foram chamados após uma denúncia sobre um "distúrbio noturno".
As autoridades disseram que drogas foram encontrados na bolsa de Szajer que negou as acusações.O Ministério Público afirmou: "Um transeunte relatou à polícia que viu um homem fugindo pela sarjeta; conseguimos identificá-lo. As mãos do homem estavam ensanguentadas. É possível que ele tenha se ferido durante a fuga. Encontraram-se narcóticos na mochila. O homem não conseguiu apresentar os documentos de identidade. Foi escoltado até ao local de residência, onde se identificou como SJ (1961), mediante passaporte diplomático. "Szajer disse na terça-feira que estava presente em uma "festa privada" e pediu desculpas. "Peço a todos que não o estendam à minha pátria ou à minha comunidade política", acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas