Homem que cometeu delito pra ser preso e "se livrar" da esposa é condenado à prisão domiciliar - Itupeva Agora

Agora





segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Homem que cometeu delito pra ser preso e "se livrar" da esposa é condenado à prisão domiciliar






Lawrence John Ripple, de 70, morador de Kansas, entrou em um Banco na mesma rua da sede da polícia em Kansas City com uma nota exigindo dinheiro e informando que ele tinha uma arma.
Ele havia escrito o bilhete em casa na frente de sua esposa depois de dizer a ela que "preferia estar na prisão do que em casa", relatou o Jornal Kansas City Star.
Depois que o caixa lhe entregou quase US $ 3.000 em dinheiro, o Sr. Ripple esperou no saguão a chegada da polícia.




O Sr. Ripple havia passado por múltiplas cirurgias de ponte de safena em 2015 e sofria de depressão que, de acordo com advogados, não foi diagnosticada.
Antes do roubo, ele viveu uma vida normal e obediente à lei como marido e padrasto de quatro filhos. Seu advogado público chamou o roubo de "grito de socorro".
No julgamento da sentença, o Sr. Ripple disse que procurou ajuda médica para sua saúde mental e disse que "se sente bem como antes".
O vice-presidente do banco e o caixa apoiaram um pedido de clemência para o Sr. Ripple devido ao seu estado de saúde mental. É incrivelmente raro que alguém que comete um assalto a banco não seja condenado à prisão e a pena de Ripple poderia chegar a 37 meses pela lei local.
Ele foi condenado a 6 meses de prisão domiciliar, além de 3 anos de liberdade condicional supervisionada, e 50 horas de trabalho comunitário. O Sr. Ripple foi condenado a pagar $ 227,27 ao banco, o que representa as horas faturáveis dos funcionários do banco mandados para casa no dia do roubo. Ele também deve doar US $ 100 para um fundo para vítimas de crimes.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas