Em momento histórico, jogadores de PSG e Istambul Basaksehir abandonam partida da Champions após ofensa racista do quarto árbitro - Itupeva Agora

Agora





terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Em momento histórico, jogadores de PSG e Istambul Basaksehir abandonam partida da Champions após ofensa racista do quarto árbitro

 

Foto Reuters

Um momento histórico marcou hoje a partida do grupo H da Champions League entre PSG, do brasileiro Neymar, e Istanbul Basaksehir, time turco.

Após uma ofensa racista do quarto árbitro ao ex-jogador camaronês Pierre Webo, membro da comissão técnica da equipe turca, os jogadores decidiram deixar o campo.

De acordo com as informações, o quarto árbitro, o romeno Sebastien Coltescu, teria pedido punição a Webo por reclamação, dizendo ao árbitro principal "Aquele preto ali. Vá lá e verifique quem é. Aquele preto ali. Não dá para agir assim".

Revoltado, o camaronês questionou o quarto árbitro e foi expulso pelo árbitro principal, Ovidiu Hategan. Isso fez com que mais jogares e membros começassem a reclamar e dirigentes dos dois times foram ao gramado para entender a situação. Em seguida, decidiram abandonar a partida.

A transmissão da partida chegou a mostrar o momento em que o jogador senegalês Demba Ba questiona o quarto árbitro: Você nunca diz "esse cara branco", você diz "esse cara". Então por que você está mencionando "cara preto"? Você tem que dizer "esse cara preto"? Por quê?!".

Neymar e o companheiro de time Mbappé também aparecem nas imagens dizendo que não retornariam para o jogo enquanto o quarto árbitro estivesse em campo.

A partida foi paralisada e a UEFA chegou a anunciar o recomeço, mas o time turco optou por não continuar e o jogo foi suspenso.





O Istanbul Basaksehir já está eliminado da competição e fazia a última partida para cumprir tabela, enquanto que o PSG está classificado, mas dependeria da vitória para terminar em primeiro do grupo. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas