Assaltante que trocou tiro com a PM é preso por tráfico em Itupeva - Itupeva Agora

Agora

 


terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Assaltante que trocou tiro com a PM é preso por tráfico em Itupeva



Policiais militares do 11º Batalhão do Interior, com sede em Jundiaí, mandaram para trás das grades um homem envolvido com o tráfico de drogas em Itupeva, dono de extensa ficha criminal. Ele chegou a oferecer dinheiro para não ser detido e também recebeu voz de prisão por corrupção ativa.

De acordo com o tenente Iuri, da equipe do capitão Augusto José Martinelli, o criminoso foi responsável por um assalto a um estabelecimento comercial em 2012. Na ocasião, chegou a atirar contra a patrulheiros do 11º Batalhão e foi atingido por quatro disparos no revide.

Foi o segundo assalto praticado pelo acusado com troca de tiros com a polícia, já que, em 2002, ele já havia participado de um roubo de carga que resultou na morte de um comparsa e sua prisão.

Iuri explicou que, no caso do tráfico, dois militares (soldados Evandro e Gonçalves) patrulhavam o Parque das Hortênsias, quando desconfiaram do acusado, que carregava uma sacola e resolveu fugir assim que notou a aproximação da viatura.

Com apoio de outros dois policiais (cabo Sousa e soldado Gabriel), ele foi rapidamente abordado e flagrado transportando na sacola 49 pedras de crack, 24 porções de maconha e oito tubetes de cocaína, todos prontos para a comercialização.

Ao receber voz de prisão por tráfico, o homem resolveu oferecer dinheiro aos militares, prometendo R$ 1,5 mil para não ser levado à delegacia. Garantiu ainda que pagaria um valor fixo aos militares, semanalmente, para que deixassem de patrulhar aquela região.

Pelo crime de tráfico, o detido pode ser condenado a uma pena de até 15 anos de reclusão, além do pagamento de multa ao Estado. Já o crime de corrupção ativa tem pena de até 12 anos de reclusão. Ambos os delitos são inafiançáveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas