Mulher descobre que cirurgião plastico usou próteses para seios nas nádegas dela - Itupeva Agora

Agora

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Mulher descobre que cirurgião plastico usou próteses para seios nas nádegas dela

A influencer, modelo e cantora norueguesa, Sophie Elise descobriu que o cirurgião utilizou nas nadegas dela uma protese feita para seios. Segundo ela relata, uma amiga indicou o médico que oferecia um excelente preço. Entretanto, após a cirurgia realizada em Instambul, ela passou a não curtir mais o tamanho das nádegas turbinadas, considerado exagerado por ela, além de dores que começar a surgir no local "Desde o começo, eu podia sentir que algo na minha cirurgia não estava bem. Eu sentia dores para sentar, às vezes doía para me mexer. Era uma sensação estranha, quase como se alguém colocasse um saco de gelo na sua pele e começasse a doer por causa do frio", relatou.
No fim do ano passado, a norueguesa, moradora de Oslo, descobriu o que havia de errado.Em uma reviravolta chocante, seu novo cirurgião de Los Angeles, revelou que ela de fato tinha implantes mamários nas nádegas.
Sophie decidiu confrontar a clínica cirúrgica na Turquia, mas eles refutaram as afirmações e disseram que o cirurgião que a operou não trabalhava mais lá.
Sophie disse: “O novo médico deu uma olhada em mim e disse que eu poderia ter implantes mamários na minha bunda. E com certeza, quando ele fez uma cirurgia em mim, isso foi confirmado. Não acho que foi um engano da clínica, mas algo que eles fizeram de propósito para economizar dinheiro, talvez?"
Foto com o implante errado Sophie pediu que outras pessoas pesquisassem mais antes de fazer a cirurgia plástica, pois "mais barato não significa melhor".
“Quando fui para a Turquia, paguei um quarto do preço da minha cirurgia corretiva, mas todo aquele dinheiro‘ economizado ’não valeu a pena de forma alguma.

“Com a minha primeira cirurgia, não tive nenhuma consulta com o cirurgião antes, nenhum acompanhamento etc., mas com a minha cirurgia corretiva, eles fizeram duas consultas, falaram com meu médico na Noruega, fizeram meu exame de sangue, me examinaram depois de uma semana, etc. Nenhuma dessas coisas aconteceu na minha primeira cirurgia. Eu nunca iria querer que alguém fizesse uma cirurgia barata no exterior só porque 'isso é o que eles veem no Instagram'.
"É barato por um motivo."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas