Médica e namorado são presos suspeitos de danificar carro da prefeitura “Eu sou médica, minha mãe é juíza e meu pai é delegado. Vocês não sabem com quem estão se metendo” - Itupeva Agora

Agora

terça-feira, 3 de novembro de 2020

Médica e namorado são presos suspeitos de danificar carro da prefeitura “Eu sou médica, minha mãe é juíza e meu pai é delegado. Vocês não sabem com quem estão se metendo”

Na madrugada de domingo (1º), em Pirenópolis (Goias), uma médica de 26 anos e o namorado dela, de 27, foram presos em flagrante , acusados de ameaçar servidores da Saúde e danificar um veículo da prefeitura, . Conforme o boletim de ocorrências, os turistas também desacataram policiais militares.

“Vocês sabem com quem estão falando? Eu sou médica, minha mãe é juíza e meu pai é delegado. Vocês não sabem com quem estão se metendo”, disse a mulher ao ser abordada, segundo a PM.

Segundo conta Lorena,  uma das servidoras públicas que diz ter sido xingada pelo casal, a discussão se deu após o casal se irritar com uma agente da Saúde que pediu aos jovens que retirassem o carro do meio da rua, pois estava bloqueando o trânsito.

Segundo a fiscal, o namorado da jovem desceu do carro em direção aos servidores e deu um soco no para-brisa do veículo da prefeitura, que ficou com o vidro trincado.

"A intenção dele era me bater, tipo 'desce do carro e vem para a briga", relatou Lorena.

Segundo a coordenadora de fiscalização de Pirenópolis, Tâmara Alves, que dirigia o carro da prefeitura na ocasião, ela ficou assustada com a reação do rapaz. "O meu medo era ele tirar um revólver e atirar na gente", contou.

Com medo das ameaças, os servidores deixaram o local e acionaram uma equipe da Polícia Militar, que localizou o casal em seguida.

Segundo relato dos policiais, o casal desobedeceu a ordem de descer do carro e ameaçou a equipe da PM. Ainda segundo a corporação, os turistas estavam visivelmente embriagados e se recusaram a fazer o teste do bafômetro.

Como a jovem e o namorado dela tentaram resistir à abordagem, ambos foram algemados e conduzidos à delegacia, mas já tiveram fiança arbitrada em R$ 5 mil cada.

Os dois, que moram em Goiânia, foram autuados por desacato, ameaça, dano ao patrimônio público e por dirigir sob a influência de álcool.

A defesa dos suspeitos afirmaram que eles não vão comentaro caso, por enquanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas