Idosa sofre infarto após ser acusada injustamente de furtar chinelo em supermercado no DF - Itupeva Agora

Agora





segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Idosa sofre infarto após ser acusada injustamente de furtar chinelo em supermercado no DF




Neste sábado, 28, uma idosa sofreu um infarto,  após ser acusada injustamente de furtar um chinelo, em um supermercado, no Jardim Botânico, em Brasília. 

De acordo com a ocorrência policial, a aposentada estava acompanhada de duas filhas e um neto. "Após passar todas as compras, cujo valor foi mais de R$ 600,00, [a funcionária do caixa] teria lhe perguntado se ela iria pagar as sandálias que ela furtou também", diz o documento.
"Milta começou a ficar nervosa, e explicou o chinelo que estava usando foi um presente de sua filha. A idosa chegou a afirmar que as sandálias que ela calçava não eram novas, como alegava a funcionária do caixa", aponta o boletim.

A idosa contou que é uma mulher honesta e que nunca furtou ou roubou nada de ninguém. Segundo os familiares, a funcionária do caixa chamou um dos seguranças. A equipe queria que a mulher provasse que as sandálias, da marca Havaianas, não era produto de furto.
Segundo o relato da família de Milta de Jesus Oliveira, após a discussão, um fiscal se desculpou. Ele afirmou que a idosa era muito parecida com uma suspeita de furtar sandálias no local.
As filhas e o neto da aposentada procuraram a delegacia. Foi quando a idosa começou a passar mal e foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de São Sebastião.
Depois uma dia internada na UPA, a mulher necessitou de uma UTI. Milta foi encaminhada para a UTI do Hospital Universitário de Brasília (HUB).

A rede atacadista adiantou-se em pagar tratamento médico e psicológico para a vítima, que faz aniversário nesta segunda-feira (30/11).

Leia nota do mercado na integra:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas