Garota de 13 anos se casa com homem de 40, fica grávida e morre por complicações na gestação - Itupeva Agora

Agora

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Garota de 13 anos se casa com homem de 40, fica grávida e morre por complicações na gestação






Uma garota de 13 anos, que estava grávida de 31 semanas, morreu no último sábado (24), no Pará, de acordo com a Polícia Civil, a suspeita é de que o pai do bebê seja um homem de aproximadamente 40 anos, que mantinha relação com a menina há pelo menos quatro. As informações são da revista Época.
O homem e a menina publicavam diversas fotos nas redes sociais em que apareciam, assumidamente, como casal em "relação" que mantinham oficialmente desde 2019, quando a adolescente tinha 12 anos. No entanto, testemunhas afirmam que o homem já se relacionava com a menina desde que ela tinha nove anos, mas só teve o consentimento da família quando ela completou 13 anos




Em uma das postagens, a mãe da garota chegou a comentar que estava ansiosa pelo nascimento do neto – o que não chegou a ocorrer. O bebê não resistiu e a adolescente morreu no início desta semana. Também nas redes sociais, familiares e amigos prestam as últimas homenagens para a menina.
A Polícia Civil do Pará confirmou que o caso está em apuração, mas que corre em sigilo. Por tal motivo, o nome dos envolvidos – assim como a cidade em que tudo ocorreu -, não serão divulgados.
“Estamos investigando um suposto estupro de vulnerável, porque relação sexual com menor de 14 anos é crime, independente se há consentimento ou não. No inquérito, estamos analisando os prontuários médicos das unidades de saúde e ouvindo possíveis testemunhas do caso”, afirmou à revista Época o delegado Walyson Damasceno, da Superintendência da 11ª RISP (Xingu).




Em abril deste ano, a garota publicou no Facebook uma foto ao lado do homem apontado como o pai do bebê dela. A adolescente chegou a ser parabenizada por amigos e agradeceu aos votos.
Três meses depois, já em julho, surgiu a primeira imagem dela esperando pelo bebê. Em um dos comentários da postagem sobre a gravidez, um amigo chegou a se espantar e questionou de quem era o filho. E a menina respondeu: “do meu marido”.
Em entrevista à revista Época, o conselheiro tutelar Ricardo Kael afirmou que o órgão havia recebido há cerca de 20 dias uma denúncia anônima sobre o caso da menina. Os profissionais chegaram a ir até o endereço mencionado, com a Polícia Militar, mas a casa já estava vazia.
Após a morte da menina, o Conselho Tutelar conseguiu entrar em contato com os pais biológicos da criança. O corpo da menina foi enterrado no cemitério da cidade, no último domingo (25).




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas