Em caso de aumento de casos de Coronavírus, governo irá prorrogar Auxilio Emergencial - Itupeva Agora

Agora

quinta-feira, 12 de novembro de 2020

Em caso de aumento de casos de Coronavírus, governo irá prorrogar Auxilio Emergencial



 

Ao ser questionado sobre a possibilidade do governo prorrogar o auxílio emergencial em 2021, o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que esse não é o "plano A" do governo, que prevê o fim do benefício em dezembro, mas deixou a porta aberta para sua manutenção no ano que vem no caso de uma segunda onda da pandemia do novo coronavírus atingir o Brasil.
“Existe possibilidade de haver uma prorrogação do auxílio emergencial? Aí vamos para o outro extremo. Se houver uma segunda onda de pandemia, não é uma possibilidade, é uma certeza. Nós vamos ter de reagir, mas não é o plano A. Não é o que estamos pensando agora”, disse Guedes.
"A pandemia está descendo, o auxílio está descendo junto, e economia voltando. Essa é nossa realidade, nosso plano A. 'Ah, mas veio uma segunda onda'. Ok, vamos decretar estado de calamidade de novo e vamos nós, de novo, com a experiência que temos agora, recalibrando os instrumentos", disse ele, acrescentando que, nesse caso, "ao invés de gastar 10% do PIB, como foi nesse ano, gastamos 4% [em 2021]".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas