Pai cria bebê com Down sozinho, após mãe querer doar criança para adoção - Itupeva Agora

Agora





segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Pai cria bebê com Down sozinho, após mãe querer doar criança para adoção







 Evgeny Anisimov se tornou o homem mais feliz do mundo quando soube que seu filho, Misha, nasceu.


Mas toda a alegria e empolgação que ele estava sentindo na hora voaram pela janela quando os médicos disseram: “Temo que seu bebê tenha Síndrome de Down”.


Ao ouvir essas palavras, Evgeny foi dominado por um turbilhão de emoções. Em uma entrevista ao Bored Panda, o pai de 33 anos disse que se lembrava de ter saído do hospital chorando depois que os médicos lhe deram a notícia. Mas essas lágrimas logo pararam. Na verdade, ele se sentiu envergonhado com sua reação inicial.







“Na minha vida, afinal, nada mudou. Eu ainda estava com dois braços, com duas pernas, meu conhecimento profissional e assim por diante - tudo estava comigo. Tudo aconteceu como eu planejei, meu filho nasceu. Mas a criança é especial, sua vida e seu destino futuro são muito significativos ”, disse.


Evgeny percebeu que estava sendo egoísta e entendeu que a criança era sua responsabilidade e que ele deveria estar pronto e a altura da tarefa de cuidar dela, por mais difícil que seja.


Quando ele foi para casa naquela noite, ele ligou seu computador e pesquisou sobre a síndrome de Down, já que não sabia nada sobre o diagnóstico de seu filho.


“Aprendi que na Europa as pessoas com Síndrome de Down são bem socializadas, podem viver e trabalhar de forma independente”, disse ele.


Deixar seu filho para trás nunca passou por sua mente, mas, aparentemente, o oposto era verdade para sua esposa - ela queria entregar seu filho a um lar adotivo.


Ele e sua esposa sempre tiveram um relacionamento “bom e de confiança”. Então, quando Evgeny soube do plano de sua esposa, ele tentou a convencer de que superariam a situação juntos. Infelizmente, ela não foi influenciada por ele, e esse conflito acabou levando à separação.






Desde então, Evgeny criou Misha sozinho. Ele cozinha comida para ele, dá banho nele e o coloca na cama todas as noites. Embora todas as tarefas sejam simples, o pai solteiro admite que fazer isso todos os dias é difícil. Felizmente para ele, sua mãe o ajuda para que ele tenha tempo para si mesmo.


Evgeny também organiza várias atividades para Misha para ajudar em seu desenvolvimento físico e mental. Desde os cinco meses de idade, a criança tem aulas de natação todas as semanas. Ele também começou a terapia da fala. São caros, mas Evgeny é grato por muitas pessoas os terem ajudado a pagar essas atividades.



“Entendo que o futuro pode trazer mais problemas, mas espero que consigamos superar tudo”, disse.


Evgeny tem a missão de aumentar a conscientização sobre a síndrome de Down em todo o mundo e ajudar famílias que enfrentam os mesmos desafios de criar um filho com necessidades especiais.


Uma vez que sua história está ganhando atenção global lentamente, Evgeny tem esse recado para dar


“Quero que todos os artigos sobre Mishka e eu que estão sendo publicados agora transmitam essa ideia à sociedade e a instilem. E também quero apoiar, inspirar com meu exemplo aquelas pessoas que estão ou estarão na mesma situação que eu. Procuro me comunicar com quem está ao meu alcance, me correspondo com quem está longe. Espero que quem tem dificuldades agora, como foi para nós, leia sobre nós. Não tenha medo! Tudo vai ficar bem!"






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas