Espanha determina que homens e mulheres tenham o mesmo salário - Itupeva Agora

Agora

terça-feira, 13 de outubro de 2020

Espanha determina que homens e mulheres tenham o mesmo salário





O governo da Espanha aprovou um decreto que proíbe a desigualdade salarial entre gêneros, disse a ministra do Trabalho, Yolanda Díaz, em coletiva de imprensa nesta terça-feira (13).
"A partir de hoje, um homem e uma mulher não podem mais receber remuneração diferente", afirmou ela após a reunião semanal de gabinete. Os regulamentos forçarão as empresas a manter registros de salários por gênero e divulgar esses documentos, acrescentou a ministra.




As empresas terão seis meses para se adaptar à regra e serão obrigadas a manter registros dos salários e funções dos funcionários, tendo justificar eventuais pagamentos diferentes em pessoas que exerçam a mesma função. O descumprimento da lei pode chegar a multa de até 187 mil euros (mais de 1,2 milhão de reais, na cotação atual).
De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE) da Espanha, sem considerar o cargo ocupado, o salário médio das mulheres é 22% menor que o dos homens e a média é inferior mesmo quando ocupam as mesmas funções que os homens.




No Brasil, de acordo com dados do Quero Bola com base no Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), a diferença salarial entre homens e mulheres foi de 47% em 2019. Uma das justificativas seria por mulheres ocuparem posições mais baixas em empresas, são menos promovidas e ocupam setores com salários piores.
As pesquisas também mostram que as mulheres dedicam quase o dobro do que os homens em horas semanas às atividades não remuneradas (como trabalho doméstico e cuidar do filhos).




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas