Com média de 40 casos diários e 63 mortes por Covid-19 no total, Uruguai anuncia que fronteiras permanecerão fechadas - Itupeva Agora

Agora





sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Com média de 40 casos diários e 63 mortes por Covid-19 no total, Uruguai anuncia que fronteiras permanecerão fechadas

 

Foto: AFP





Na manhã desta sexta-feira (23/10), o presidente uruguaio, Luis Lacalle Pou, afirmou que as fronteiras do Uruguai vão permanecer fechadas durante o verão e alertou que quem descumprir a quarentena obrigatória ao entrar no país, responderá na Justiça.

O Uruguai, que tem uma população de 3,4 milhões de habitantes, quase 10 vezes mais do que da cidade de Jundiaí, por exemplo, recebeu muitos elogios e foi chamado de exemplar no controle da disseminação do coronavírus, principalmente em comparação à situação da maioria dos países da América do Sul, como o Brasil.

Atualmente, o país tem tem 2.701 contágios e 63 mortes, e a economia vai bem em comparação com países vizinhos, inclusive, atraindo investidores. Voltando ao comparativo com Jundiaí, o município teve 420 mortes pela doença.





"As fronteiras ficarão basicamente fechadas, salvo exceções, que já são conhecidas e talvez alguma a mais. Quando as fronteiras foram abertas, no relaxamento do turismo, países como a Islândia, que tinham poucos casos, dispararam", explicou o presidente uruguaio.

Para entrar no Uruguai hoje em dia, é preciso ser cidadão, residente ou ter motivações de trabalho ou familiares – com algumas exceções -, apresentar um teste negativo para covid-19 feito em no máximo 72 horas e optar por uma quarentena de 7 dias, com um segundo teste, ou 14 dias isolado.

Uma das razões do alerta do presidente nesta sexta foi o aumento da média diária no país, que chegou a 40. As autoridades acreditam que o aumento seja por dois eventos ocorridos em setembro, a Marcha da Diversidade e as eleições departamentais e municipais.





Apesar disso, o presidente garantiu que a situação segue controlada, já que o Uruguai conta com 444 ativos, com apenas sete em terapia intensiva, e precisaria de "8.700 casos ativos para ter os leitos de CTI (lotados)", segundo Lacalle Pou.

No departamento fronteiriço de Rivera, 500 km ao norte de Montevidéu, onde foram identificados cerca de 26% de todos os casos ativos (116), as aulas presenciais foram suspensas por duas semanas.





Brasil

O Brasil chegou a 5.323.630 casos confirmados e 155.900 mortes causadas pelo Covid-19 e segue como o segundo país com maior número de óbitos, atrás apenas dos Estados Unidos, com pouco mais de 223 mil.

Na estatística de morte por milhão de pessoa, o Brasil aparece em quinto lugar, com 757 mortes por milhão, atrás do Peru (com 1.084), Bélgica (1.027), Andorra (827) e Bolívia (774). O Uruguai tem 16 mortes por milhão.

Fontes: O Dia / Google


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas