China volta a dizer que encontrou vestígios de coronavírus em embalagem de carne brasileira - Itupeva Agora

Agora

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

China volta a dizer que encontrou vestígios de coronavírus em embalagem de carne brasileira

 

Autoridades chinesas voltaram a afirmar ter encontrado resíduos de coronavírus em um lote de carne importado do Brasil, dessa vez num lote carne bovina. Cerca de dois meses atrás, a China já havia feito afirmação semelhante sobre asas de frango recebidas do Brasil. As informações são de Lauro Jardim, de O Globo.





A informação das autoridades é os vestígios foram identificados na embalagem da carne durante uma inspeção feita no Porto de Dalian, um dos maiores do país. 

A carne foi produzida e exportada pelo frigorífico Minerva, que foi fundada em Barretos (SP), há 96 anos e, atualmente, é o terceiro maior produtor de carne bovina do país, atrás apenas de JBS e Marfrig.

Ainda segundo Jardim, a China é responsável por 60% do faturamento com exportação de carne do Brasil de janeiro a julho deste ano.





Por fim, a matéria destaca que no primeiro caso, ocorrido com carne de frango, a contraprova nunca foi enviada às autoridades brasileiras e a acusação não foi comprovada.

Como fazer uma higienização correta dos produtos?

O coronavírus pode permanecer em superfícies de aço inoxidável e plástico por até 72h, e até 24h em papelão. 

Especialistas recomendam que produtos em embalagens plástica podem ser higienizados com uma bucha para esfregar as embalagens com uma solução de água e detergente ou sabão em barra ou utilizando álcool 70%. com uma flanela. O álcool também é recomendado para embalagens de papelão. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas