Vazamento de aerossol no rio Jundiaí foi descoberto após moradores passarem mal, diz Defesa Civil - Itupeva Agora

Agora

quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Vazamento de aerossol no rio Jundiaí foi descoberto após moradores passarem mal, diz Defesa Civil


O vazamento de quatro mil litros de aerossol de um caminhão que estava no estacionamento de uma empresa em Campo Limpo Paulista (SP) só foi descoberto depois que moradores começaram a passar mal. 

Segundo a Defesa Civil, horas depois do incidente na segunda-feira (28), moradores entraram em contato relatando sintomas como garganta seca e dores de cabeça. Ao tentar identificar a causa, a equipe chegou até a empresa e descobriu o vazamento. "Como a substância é altamente inflamável, a empresa diluiu o que tinha vazado com água. Foram mais de 100 mil litros", informou o órgão. 

A substância chegou até o Rio Jundiaí e afetou a qualidade da água, que é usada no abastecimento de diversos bairros de Várzea Paulista (SP), cidade vizinha. De acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), grande parte da cidade está sem água. 

O produto inflamável estava armazenado em tonéis, que acabaram caindo quando o veículo subiu uma rampa. A substância é composta por 80% de álcool e 20% de água com essência, por isso é altamente inflamável. Ainda segundo a Sabesp, o vazamento foi controlado, mas há resquícios do produto no rio. 

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) recolheu amostras para constatar se houve dano à natureza. A empresa informou que foi um acidente, pois o insumo é recebido da fábrica e estava mal armazenado no caminhão. No entanto, disse que o produto não é nocivo ao meio ambiente e à saúde das pessoas. 

A TV TEM também questionou a empresa por não ter avisado as autoridades sobre o vazamento. Segundo a assessoria jurídica, a Defesa Civil não foi comunicada pois o trabalho da empresa estava concentrado em conter o vazamento. 

FONTE: G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias relacionadas