Trem São Paulo-Campinas começa em 2021 e terá parada também em Jundiaí, Louveira, Vinhedo e Valinhos - Itupeva Agora

Agora

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Trem São Paulo-Campinas começa em 2021 e terá parada também em Jundiaí, Louveira, Vinhedo e Valinhos

Na apresentação da 26ª Semana de Tecnologia Metroferroviária, no sábado (5), o presidente da CPTM, Pedro Moro, disse alguns detalhes importantes sobre a concessão do Trem Intercidades, do serviço intermetropolitano e da Linha 7-Rubi. (Com informações do Folha Notícias). 

 
No plano apresentado pelo presidente da CPTM, a futura concessionária iniciaria o trabalho já com a Linha 7 operando a partir de Barra Funda, em São Paulo. Também está previsto a revitalização de 44 km de vias entre Jundiaí e Campinas pela concessionária, hoje nas mãos da Rumo Logística. Outra novidade trazida por Moro é que o plano prevê vias eletrificadas nesse trecho, o que leva a crer que o governo desistiu do projeto de trens movidos a biodiesel no serviço regional.

  INTERCIDADES 


Com investimento estimado em R$ 7 bilhões e concessão de 30 anos para operação, manutenção e obras de requalificação da Linha 7-Rubi, que liga a estação da Luz a JUNDIAÍ, e CAMPINAS à Americana, o Trem Intercidades será objeto de leilão em 2021. O executivo da CPTM detalhou as etapas de implantação do projeto que prometem mudar profundamente as viagens dos usuários da companhia. A concessão prevê não só a construção e operação do primeiro serviço de trem regional de São Paulo no trecho São Paulo-Campinas (e posteriormente até Americana) como também assumir a operação da Linha 7-Rubi da CPTM.

  Moro explicou que a Linha 7-Rubi deverá sofrer alterações bastante significativas em relação ao atual formato do serviço. Um exemplo citado foi o fim da operação da linha entre Francisco Morato e JUNDIAÍ em favor do Trem Intercidades. O ramal também deixará de atender as estações Brás e Luz, no futuro. Ou seja, de acordo com o presidente da CPTM, a Linha 7-Rubi só funcionará entre Francisco Morato e Barra Funda quando todo o projeto estiver implantado. O trecho da ferrovia terá o total de 135 km de trilhos em nove estações, inclusive JUNDIAÍ, LOUVEIRA, VINHEDO, VALINHOS e CAMPINAS. 

A estimativa inicial é de que o ramal transporte cerca de 68 mil passageiros por dia. Entre 2018 e 2020, a Rumo Logística fez alguns testes para verificação da malha ferroviária e condições das estações. No contexto geral, apenas VINHEDO ainda não está com a estrutura adequada para operação, pois o prédio está deteriorado. 

As demais já passaram por reformas ou restaurações, mas vão precisar de pequenas adaptações para o novo sistema de transporte. 

(Fonte:CPTM/Da Redação #FOLHANOTICIAS/Imagem:Jorge Koboskchi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad