Entenda o caso de racismo sofrido por Neymar - Itupeva Agora

Agora

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Entenda o caso de racismo sofrido por Neymar










Em jogo tenso, com recorde de cartões da Ligue 1 no século, o Olympique de Marselha venceu o PSG por 1 a 0. Foram 17 cartões distribuídos, entre eles cinco vermelhos. Neymar foi um dos expulsos e deixou o campo furioso e denunciou o zagueiro Álvaro González de racismo na saída.

Ainda no primeiro tempo, aos 37 minutos, o brasileiro foi até o quarto árbitro e acusou o rival de racismo repetindo "Racismo no!", em espanhol. A arbitragem nada fez. No fim da partida, ambos voltaram a discutir, e o brasileiro voltou a chamar Álvaro de racista. Após confusão depois de uma falta, o camisa 10 deu um tapa na cabeça do rival e foi expulso. Neymar deixou o campo indignado e falando às câmeras que o espanhol foi racista

Neymar usou o Twitter e fez uma simples manifestação.










Cerca de uma hora depois, Neymar desabafou mais uma vez, criticando o fato da sua agressão ter sido analisada com o auxílio do árbitro de vídeo (VAR), mas as câmeras não terem flagrado o momento em que Álvaro González o teria xingado de "macaco filho da p...".



Após a partida, o diretor do PSG, Leonardo, afirmou que espera um julgamento do caso. Em entrevista ao canal “Teléfoot”, o brasileiro comentou pouco sobre a acusação do atacante, mas reforçou que há registros das ofensas do defensor do Olympique de Marselha.
– Não vou comentar o que ocorreu. Passou na televisão. Há as imagens, há o áudio, e o caso será julgado. Neymar me falou o que aconteceu – disse Leonardo
Álvaro González, por sua vez, usou o Twitter para se defender. Ele publicou uma foto ao lado dos colegas negros do Olympique de Marselha com uma curta mensagem em seu perfil no Twitter e se mostrou contrário à discriminação. Mas não deixou de provocar o atacante do PSG, que replicou na própria rede social

– Não há lugar para racismo. Carreira limpa e com muitos colegas e amigos no dia a dia. Às vezes você tem que aprender a perder e assumir isso em campo. Incríveis 3 pontos hoje.










– Você não é homem de assumir teu erro, perder faz parte do esporte. Agora insultar e trazer o racismo pra nossas vidas não, eu não estou de acordo – respondeu Neymar.
"Eu não te respeito! Você não tem caráter! Assume o que tu fala mermão ... seja HOMEM RAPÁ ! RACISTA, escreveu o brasileiro.










Neymar pode levar sete jogos de suspensão por agressão; acusado de racismo teria gancho de até 10 partidas. Quem decidirá sobre as sanções será o comitê disciplinar da Liga de Futebol Profissional (LFP) da França. O ato de Neymar poderia, segundo cita a "RMC", ser enquadrado em artigos diferentes. O mais pesado seria "ato de brutalidade ou golpe cometido fora do ato de jogo" - que renderia até sete partidas de suspensão.
Se o artigo escolhido for "tentativa de golpe", a pena máxima seria de seis jogos, enquanto um "comportamento de ameaça ou intimidação" renderia um gancho de até quatro partidas.O comitê também decidirá sobre Álvaro González, acusado por Neymar de ter proferido injúrias raciais no fim do clássico.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad