Engenheiro cria Inteligência Artificial com nome "Jesus" que "recria" textos bíblicos - Itupeva Agora

Agora

quarta-feira, 2 de setembro de 2020

Engenheiro cria Inteligência Artificial com nome "Jesus" que "recria" textos bíblicos



O engenheiro e pesquisador quântico americano George Davila Durendal desenvolveu um algoritmo capaz de escrever “textos bíblicos”. O programa chamado de “AI Jesus”, foi treinado exclusivamente na Bíblia King James, versão inglesa desenvolvida para a Igreja Anglicana. A ideia por trás da ferramenta é tentar fazê-la replicar o estilo da escrita utilizado na obra, mas sem copiá-lo completamente.

Segundo o pesquisador, após absorver as escrituras sagradas, a máquina criou textos inéditos sobre três temas: “A praga”, “César” e “O fim dos tempos”. O texto algorítmico de 30 mil palavras reproduziu aspectos da brutalidade do Velho Testamento.

Esta IA aprendeu a linguagem humana lendo apenas as escrituras sagradas. A imersão aos conteúdos foi tão intensa que, segundo Durendal, ela se deu “absorvendo cada palavra mais do que todos os monges de todos os mosteiros que já existiram”. O resultado disso apareceu no uso excessivo de determinados termos, como “Senhor”.

Em meio ao texto escrito pelo algoritmo AI Jesus, alguns trechos ganharam destaque dado pelo próprio programador. Uma das partes mencionadas por ele é esta passagem do tópico “A Praga”:

“Ó Senhor dos Exércitos, Deus de Israel; Quando eles virem o anjo do Senhor acima de todos os irmãos que estavam no deserto, e os soldados dos profetas se envergonharão dos homens”. Em outra parte, dedicada a “O Fim dos Dias”, a IA escreveu: “E quando eles saíram do mundo vindouro, ouviu-se uma voz dentre os mortos da cidade de Saul”.

Na primeira, e até agora única, postagem feita no Twitter, o bot se apresentou na rede social com a seguinte frase: "Poderoso e piedoso, e ordenou os filhos do mundo, e porei minha face contra ti, e serás chamado o povo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad