Mulher acredita em bilhete premiado e perde dinheiro para golpistas em Jundiaí - Itupeva Agora

Agora

quinta-feira, 20 de agosto de 2020

Mulher acredita em bilhete premiado e perde dinheiro para golpistas em Jundiaí






Apesar de bastante divulgado por toda a mídia, o golpe do bilhete premiado continua fazendo suas vítimas. Em Jundiaí, nesta terça-feira (18), foi a vez de uma mulher de 63 anos perder dinheiro para duas estelionatárias, que lhe prometeram parte de um suposto prêmio de R$ 1,5 milhão.

Por incrível que pareça, o argumento utilizado pelas golpistas para ludibriar a vítima é bastante duvidoso e, até mesmo, sem sentido. Contudo, convenceu a idosa a sacar R$ 3,7 mil de sua conta como “prova de confiança”, segundo afirmou a própria mulher à polícia. De acordo com seu relato, as duas golpistas a abordaram em um ponto de ônibus, afirmando precisar de uma “testemunha” para o recebimento do prêmio. Pessoa mais atenta pediria detalhes e indagaria o motivo de tal necessidade, mas a promessa de que, caso concordasse, receberia parte do prêmio milionário, fez com que a idosa apenas fizesse os que as mulheres queriam.




Como parte do golpe, foi pedido a ela dinheiro como “prova de confiança”, tendo a vítima, mais uma vez, aceitado sacar R$ 3,7 mil de sua conta para dar às estelionatárias, sem pensar por qual motivo precisaria entregar esse valor para duas desconhecidas que lhe pediram ajuda, ambas em poder de um bilhete premiado que as tornariam milionárias. Para piorar a situação da idosa, que nem imaginava o que estava por vir, ela acabara de fazer um exame demissional quando foi abordada, já que, como auxiliar de serviços gerais, havia sido demitida da empresa no dia anterior.




O golpe prosseguiu com uma das mulheres – estavam de carro – dizendo estar passando mal e parando em uma farmácia, pedindo para que a idosa descesse e pedisse um pouco de água com açúcar. Acreditando na história, a vítima não apenas desceu, como entrou no comércio sozinha e deixou sua bolsa no veículo, de cor branca, contendo documentos pessoais e cartões de crédito.

Ela só percebeu que havia sido enganada ao ver as duas mulheres fugindo do local em alta velocidade com o automóvel, levando seus pertences e a deixando com a ilusão de conseguir um bom dinheiro do prêmio de R$ 1,5 milhão. A idosa ainda receberia mais uma triste notícia enquanto comunicava o crime à polícia. De acordo com a operadora de um dos cartões levados, duas compras haviam sido feitas momentos antes nos valores de R$ 1.143,08 e R$ 370,32, elevando seu prejuízo para R$ 5.213,40.





Sobre as golpistas, ela apenas pôde descrevê-las como sendo uma loira obesa e uma morena magra. Apesar de informar a cor do carro, não soube dizer de qual marca ele era e o modelo.

Fonte: Imprensa Policial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad