Bolsonaro diz que cloroquina talvez tivesse evitado morte de 100 mil brasileiros - Itupeva Agora

Agora

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Bolsonaro diz que cloroquina talvez tivesse evitado morte de 100 mil brasileiros


Em um evento de inauguração da revitalização do Porto Futuro, em Belém, capital do Pará, na manhã desta quinta-feira (13), o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o uso da hidroxicloroquina no tratamento do Covid-19 e disse que as 100 mil pessoas que morreram no Brasil em decorrência da doença talvez pudessem ter sido salvas.



“Sabemos que mais de 100 mil pessoas morreram no Brasil. Caso tivessem sido tratadas lá atrás com esse medicamento, poderiam essas (perdas de) vidas terem sido evitadas; mais ainda aqueles que criticaram a hidroxicloroquina não apresentaram (outra) alternativa”, disse ele, que afirmou ainda ser “a prova viva” da eficácia do medicamento.
O presidente apontou que o estado do Pará recebeu mais de R$ 2 bilhões em recursos para o combate a covid-19 e 400 mil unidades de cloroquina.
“Destinamos também a esse Estado maravilhoso, mesmo sem comprovação científica, mais de 400 mil unidades de cloroquina para o tratamento precoce da população. Eu sou a prova viva que (cloroquina) deu certo. Muitos médicos defendem esse tratamento”, discursou.
Bolsonaro testou positivo para o novo coronavírus em julho e afirmou ter se recuperado usando o medicamento, que não tem comprovação científica.
De acordo com dados do Ministério de Saúde, o Brasil tem 3.164.785 casos confirmados de Covid-19, com 104.201 óbitos e 2.309.407 pacientes recuperados do vírus.
As informações são da Exame.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad