Você conhece a história da Turbaina Ferraspari ? - Itupeva Agora

Agora

domingo, 5 de julho de 2020

Você conhece a história da Turbaina Ferraspari ?











Ainda na década de 30, iniciava-se na pacata Vila Arens em Jundiaí, interior de São Paulo, nascia a Ferráspari, naquela época, como produtora de vinhos, aguardentes, vermutes e xaropes, produzia também balas com sabor de Turbaína.

O nome foi criado pelo italiano Pedro Pattini e, no início, foi utilizado como nome para as balas fabricadas por ele em seu início de carreira empresarial no Brasil. Quando começou a produzir refrigerantes, os mesmos herdaram o nome.










No Brasil, a fama do nome deve-se ao fato de, nas décadas de 1940 e 1950, os concorrentes pedirem autorização ao proprietário da marca para usarem o sufixo dela em seus produtos. Surgiram assim a Taubaína, a Itubaína, entre outras marcas.

Logo, a Turbaína ficou conhecida do público, e o refrigerante não podia faltar no tradicional e familiar almoço de domingo.

No início, com uma pequena produção de 50 dúzias por dia, a Turbaína era vendida em garrafas de vidro de 600 e 300 ml. Toda produção era distribuída em caixas de madeira e transportada em carroças.

Com a fama e o consumo do refrigerante, crescendo cada vez mais, a produção foi aumentada e outros sabores foram incorporados à linha: Limão, Laranja, Guaraná e Abacaxi.










Hoje, com um parque industrial moderno e ampliado, produz refrigerantes em seis diferentes sabores e em várias embalagens. Além disto, fabrica três sabores de xarope da marca Tropical: groselha, uva e guaraná. Produz ainda, xaropes para as marcas Carrefour e Cereser.

A Ferráspari, sempre atenta à um mercado cada vez mais exigente, trabalha conforme as diretrizes do certificado ISO 9000 e está adequando para possuir o certificado Global Markets, confirmando assim, a qualidade que através de décadas, vem conquistando um público cada vez maior para seus produtos






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad