Número de altas COVID-19 cresce 105% em três dias, no São Vicente - Itupeva Agora

Agora

segunda-feira, 20 de julho de 2020

Número de altas COVID-19 cresce 105% em três dias, no São Vicente






O Hospital São Vicente de Paulo (HSV) registrou, nesta semana, um aumento de 105% no número de altas de pacientes com covid-19 comparado com o mesmo período da semana passada – no período de segunda a quarta-feira. As altas hospitalares passaram de 19 para 39.

Para o superintendente do HSV, Matheus Gomes, o principal significado de tal fato é que está havendo um índice de recuperação importante, confirmando a qualidade do atendimento e tratamento oferecido pelo hospital e seus profissionais nos 191 leitos Covid-19 (85 de UTI, 82 de enfermaria e 24 no hospital de campanha montado no 12º GAC). Tudo isso não teria sido possível, segundo ele, se Jundiaí não tivesse se preparado como o fez no início da pandemia, na região, no mês de março, com a ampliação do número de leitos exclusivos para a doença, o treinamento de pessoal e investimentos na estrutura hospitalar.





“O volume de altas é reflexo de tudo isso e nos mostra números importantes. Nos últimos três dias, tivemos 39 altas, o que é muito expressivo”, comenta. “Mas é preciso prudência, porque ainda estamos em fase de aprendizado com essa pandemia, esse vírus. Vamos continuar nosso trabalho, olhando com atenção para esses números, mas sem baixar a guarda”, alerta.

O aumento no volume de altas coincide com uma tendência de estabilização no pico do número de casos positivos, o chamado “platô” da curva da pandemia. As estatísticas do Comitê de Enfrentamento do Coronavírus (CEC) da Prefeitura registram ainda uma tendência de estabilização no número de óbitos e de internações e do aumento no número de altas. “De qualquer maneira, essas altas são boa notícia porque refletem o aumento no número de pessoas recuperadas, atendidas pelo São Vicente”, reitera o superintendente.





Estrutura

O gestor de Promoção de Saúde da Prefeitura de Jundiaí, Tiago Texera, aponta os cuidados especializados como a principal causa do aumento significativo das altas no São Vicente. “O hospital é uma referência no atendimento de alta complexidade na região”, garante. “Hoje, dos 208 pacientes internados com covid de Jundiaí, 130 – ou 62,5% – estão no São Vicente, no hospital público, o que demonstra o tamanho da estrutura criada exclusivamente para o atendimento da população”, completa.

Para se ter ideia do volume de assistência prestada no São Vicente, desde que surgiu o primeiro caso da doença na cidade, o número de leitos de UTI e de enfermaria oferecidos pelo hospital superam dos oferecidos por pelo menos três estados brasileiros – Acre, Amapá e Roraima.

O que tem assegurado a boa prestação do serviço, também na pandemia, na avaliação do gestor de Saúde, foi a preparação antecipada de alas exclusivas para atender pacientes com coronavírus, além da qualidade dos profissionais técnico e clínico e o fato das equipes viverem dedicadas ao manejo da doença 24 horas por dia.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Fotógrafos PMJ



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad